Juíza cassa prefeito de Várzea Nova que mandou ‘Tonho Rico’ comprar votos nas eleições

Postado em jan 9 2014 - 9:39am por Jornal da Chapada
verzea

Dion Avelino da Silva (PSD) é acusado de comprar votos | FOTO: Reprodução |

O prefeito do município de Várzea Nova, no centro-norte da Bahia, Dion Avelino da Silva (PSD) e o vice-prefeito José Robson Gomes (PP) tiveram mandatos cassados por compra de votos. A decisão de primeira instância foi tomada pela juíza Maria Luiza Nogueira Cavalcanti na terça-feira (7) e publicada na quarta (8). De acordo com os autos, testemunhas afirmam que um cabo eleitoral, “Tonho Rico”, dono do “Bar de Tonho”, teria recebido dinheiro do gestor para distribuir entre pessoas carentes em troca de votos. Em conversa com o vereador Arlindo Pimentel (PR) no estabelecimento que comanda, Tonho Rico alardeou que cometia o ato ilícito para o prefeito.

“Tonho Rico disse que já gastou R$ 100 mil comprando votos a favor de Dion. Ele disse que Dion era muito guloso pois queria que ele oferecesse R$ 100 a cada pessoa e ele disse que R$ 50 estava bom”, depôs, em juízo, um estudante que presenciou o diálogo. Além da cassação, a magistrada condenou os mandatários a ficarem inelegíveis até 2020, solicitou a convocação de novas eleições e aplicou multa. A ação é de autoria da coligação de oposição ao gestor, liderada pelo petista Edson Júnior e representada pelo advogado João Daniel Jacobina. Cabe recurso à decisão. As informações são do Bahia Notícias.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.