CPI da Telefonia ganha apoio do CREA-BA para investigar operadoras

Postado em fev 12 2014 - 9:51am por Jornal da Chapada
cpi

O deputado Joseildo Ramos agradeceu a direção do CREA por receber a visita da Comissão | FOTO: Divulgação |

Uma comitiva formada pelo presidente e relator da CPI da telefonia da Assembleia Legislativa, deputado estadual Paulo Azi (DEM) e Joseildo Ramos (PT) respectivamente, se reuniu, nesta terça (11), com o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA-BA), Marco Amigo, na sede da instituição. O objetivo do encontro foi entregar em mãos um convite da CPI para que o CREA participe efetivamente como parceiro dos trabalhos de investigação que estão sendo realizadas pelo legislativo baiano.

“Vamos nos concentrar no cumprimento das leis de proteção ao consumidor, que são de alcance estadual e a participação do CREA é fundamental pelo seu corpo técnico especializado que pode nos ajudar muito”, afirmou o deputado Paulo Azi, presidente do colegiado. Já o deputado Joseildo Ramos agradeceu a direção do CREA por receber a visita da Comissão e informou que nos próximos dias reuniões semelhantes acontecerão com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ministério Público (MP) e PROCON, entre outras instituições, com o objetivo de formar um corpo técnico capacitado para o enfrentamento das questões que vão surgir durante as investigações.

“O CREA é um parceiro estratégico para que possamos realizar um trabalho objetivo e racional com base científica e técnica”, afirmou o relator. O nível de radiação e as questões relacionadas ao sinal de telefonia estão entre as variáveis onde o órgão pode contribuir. O presidente do CREA, Marco Amigo, afirmou que órgão estava “ansioso” por uma ação dessa natureza, reiterando que o Conselho, que possui 26 inspetorias espalhadas por todo estado, tem muito interesse em participar dos trabalhos da CPI.

“A AL [Assembleia Legislativa] foi muito feliz em instalar essa Comissão de Inquérito sobre os serviços de telefonia na Bahia, que estão muito aquém do que deveriam ser. É direito do consumidor ter uma qualidade mínima em relação ao valor pago pelo produto oferecido. Estamos à disposição dos deputados para qualquer tipo de ajuda ou esclarecimento”, afirmou o presidente do CREA-BA. Também participou da reunião o coordenador da câmara especializada de engenharia elétrica e professor da UFBA,Roberto da Costa e Silva, pesquisador do tema.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.