Prefeito e vice de Rio do Antônio são cassados por abuso de poder econômico e compra de voto

Postado em fev 18 2014 - 4:25pm por Jornal da Chapada
bahia

Humberto Guimarães e Murilo Martins também tiveram inelegibilidade decretada por oito anos | FOTO: Reprodução |

O prefeito e o vice do município de Rio do Antônio, na região centro-sul da Bahia, Humberto Célio Guimarães (DEM) e Murilo Marcondes Dias Martins (PSB), tiveram seus diplomas eleitorais cassados na quinta-feira, 6 de fevereiro, e devem deixar seus respectivos cargos. A decisão acolheu parecer da Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA), que entendeu pela cassação dos diplomas dos gestores, que tiveram seus direitos políticos suspensos em decisão que os condenou por abuso de poder econômico e tentativa de compra de voto.

As irregularidades estão previstas pela Lei 9.504/97, que estabelece normas para as eleições, e pela Lei Complementar 64/90, alterada pela Lei da Ficha Limpa. Na decisão que cassou os diplomas eleitorais, o TRE/BA acolheu o posicionamento da PRE e determinou a cassação dos diplomas dos gestores e a inelegibilidade dos mesmo por oito anos. As informações são do MPF/BA.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.