Uruçuca: Carnaval antecipado recebe mais de 30 mil pessoas em três dias de folia

Postado em fev 25 2014 - 10:58am por Jornal da Chapada
banda

A banda Filhos de Jorge foi a terceira atração do terceiro dia de evento em Uruçuca | FOTO: Vitor Fernandes |

O carnaval antecipado na comunidade turística de Serra Grande, em Uruçuca, no sul da Bahia, deixou um saldo positivo para a economia local e para a inserção cultural da região no cenário baiano. É o que afirma o balanço parcial da prefeitura municipal que, durante três dias de evento, contabilizou um público participativo com mais de 30 mil pessoas. De acordo com o secretário municipal de Administração, Gabriel Chaves, a festa de momo impulsionou os setores hoteleiro, turístico e comercial e injetou cerca de R$ 1 milhão na economia. “Promovemos um resgate cultural dos carnavais tradicionais com o diferencial de ter uma programação com bandas nacionais, mas também foi um evento que gerou a circulação de pessoas e mercadorias”, pontua Chaves.

Para a prefeita de Uruçuca, Fernanda Silva (PT), a atuação das secretarias de governo foi imprescindível para o andamento da folia no final de semana. “Disponibilizamos servidores para atuar na prevenção e fiscalização de ações como a distribuição de informativos sobre a importância de denunciar crimes contra as mulheres, crianças e adolescentes, e idosos. Também atuamos na limpeza, transporte e, sobretudo, na segurança da festa”, afirma a gestora, que já estuda a programação e os investimentos para o carnaval de 2015. “A intenção é voltar a termos uma tradição cultural neste período do ano”.

vitor

A prefeita Fernanda Silva ladeada dos músicos da banda Filhos de Jorge | FOTO: Vitor Fernandes |

O vocalista Dan Miranda, da banda Filhos de Jorge, também destacou a importância dos carnavais fora de época. “Na verdade, nossa Bahia já é privilegiada pelo fato de ter o maior carnaval do mundo e acho que diversifica e acaba divulgando ainda mais o carnaval de Salvador. Quem vem para Bahia durante o verão, vem para curtir o carnaval de Serra Grande, o micareta de Feira, de Ilhéus, e vai para outros lugares”, destaca. Ainda segundo Dan Miranda, esses eventos acabam agregando para o carnaval de Salvador, “porque as pessoas passam a conhecer as músicas que compõe o repertório do carnaval, passam a conhecer um pouco mais da cultura, além de trazer alegria para o povo da cidade”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.