Bahia: Universidade e Instituto investigam a presença de cavidades no subsolo da BR-135

Postado em mar 31 2014 - 7:45pm por Jornal da Chapada
gravidade

O levantamento geofísico implica na aplicação do método gravimétrico | FOTO: Divulgação |

Durante dez dias, uma equipe da Universidade Federal do Paraná (UFPR) esteve na BR-135/BA para dar continuidade aos estudos de ambientais da rodovia. Por meio do Instituto Tecnológico de Transporte e Infraestrutura (ITTI), os profissionais realizaram o levantamento geofísico de seis quilômetros no trecho entre Barreiras e São Desidério, incluído no estudo de alternativa locacional para a pavimentação da BR-135/BA.

O levantamento geofísico implica na aplicação do método gravimétrico, que é um processo para localizar cavidades e formações rochosas no subsolo da rodovia, conhecida por sua zona cárstica que apresenta cavernas e dolinas no subsolo, além de abrigar o maior lago subterrâneo do Brasil, conhecido como o Buraco do Inferno.

Durante a atividade foi possível perceber uma queda no valor da gravidade, próximo ao município de São Desidério. Isto apresenta indícios de buracos no subsolo, mas que também podem derivar de formações geológicas distintas, necessitando a análise dos dados para confirmação desta possibilidade.

erosão

A atividade integra o estudo de alternativa locacional da rodovia | FOTO: Divulgação |

Levantamento de passivos ambientais
Erosões, invasão da faixa de domínio da rodovia, áreas de empréstimo e jazidas de materiais fazem parte dos passivos ambientais presentes na BR-135/BA, entre os municípios de Barreiras e Correntina. Estes passivos também foram levantados pela equipe da UFPR/ITTI, buscando analisar a degradação ambiental próxima à rodovia.

ITTI
O Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) atua na elaboração, execução e supervisão de programas e estudos destinados à Gestão Ambiental de obras, especialmente na área de transportes, tais como as rodovias, ferrovias e portos. Com uma equipe técnica formada por professores, pesquisadores, estudantes e profissionais especializados, os projetos da UFPR/ITTI também contemplam aspectos relacionados à gestão territorial, questões socioambientais e quanto ao uso de recursos naturais.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.