Deputada Fátima Nunes emite nota sobre os 50 anos do Golpe Militar

Postado em mar 31 2014 - 6:35pm por Jornal da Chapada
nunes

A parlamentar petista durante sessão na Assembleia Legislativa da Bahia | FOTO: Divulgação/Ascom |

A renúncia do presidente Jânio Quadros, em 1961, desencadeou uma série de fatos que culminaram em um golpe de estado em 31 de março de 1964. O sucessor, João Goulart, foi deposto pelos militares com apoio de setores da sociedade, que temiam que ele desse um golpe de esquerda, coisa que seus partidários negam até hoje. O ambiente político se radicalizou, porque Jango prometia fazer as chamadas reformas de base na “lei ou na marra”, com ajuda de sindicatos e de membros das Forças Armadas. Os militares prometiam entregar logo o poder aos civis, mas o país viveu uma ditadura que durou 21 anos, terminando em 1985.

A deputada estadual Fátima Nunes (PT), comenta sobre as lembranças que guarda do período histórico no brasil. “As lembranças do período militar ficaram para servir de valorização ao regime democrático vigente no Brasil. Lembro o período escuro que o país passou , mas proponho fazermos dele uma ampliação para lutar por nossa democracia”. Só e somente com a participação do povo, é que se faz democracia. O povo quando vai às ruas é para reivindicar pelos direitos de sua nação e movimentar-se pela busca constante de novas conquistas” finalizou a parlamentar.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.