Cirurgiões e ortopedistas entregam os cargos em hospital de Feira de Santana

Postado em abr 1 2014 - 5:36pm por Jornal da Chapada
cleriston

Os profissionais reivindicam melhores condições de trabalho e regularização do vínculo trabalhista | FOTO: Reprodução |

A partir desta quarta-feira (2), a população de Feira de Santana e região fica sem cirurgiões e ortopedistas no Hospital Clériston Andrade. Os médicos entregam os cargos coletivamente como forma de protesto. “A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), Ministério Público (MP) e o Conselho Regional de Medicina da Bahia (Cremeb) foram notificados da decisão ainda em fevereiro”, segundo o Sindimed – sindicato dos médicos.

Os profissionais reivindicam melhores condições de trabalho e regularização do vínculo trabalhista. Atualmente os médicos convivem com deficiências diversas, como falta de materiais, falta de leitos, medicamentos, entre outras.

O que os médicos estão pedindo
— Adequação estrutural mínima para liberação de Alvará de Funcionamento, emitido pela Vigilância Sanitária
— Reforma imediata das instalações de Estar Médico
— Contratação de profissionais de saúde para viabilizar o funcionamento pleno do Centro Cirúrgico 24h por dia – 4 enfermeiros e 12 técnicos em enfermagem
— Abertura imediata do CRPA, nunca inaugurado de fato – contratação de 5 enfermeiros e 8 técnicos em enfermagem
— Funcionamento pleno do Serviço de Radiologia, com Médico Radiologista de Plantão e realização 24h de Ultrassonografia e Tomografia de Abdome com emissão de laudo
— Aquisição de aparelhos e instrumental para cirurgia Videolaparoscópica
— Aquisição de Material para funcionamento pleno do serviço de Urologia (Cistoscópio; Ressectoscópio)
— Implementação do Serviço de Endoscopia Digestiva com possibilidade terapêutica
— Contratação de técnicos de enfermagem para garantir assistência aos pacientes nas enfermarias
— Aquisição de caixas de instrumental cirúrgico para evitar postergar cirurgias por indisponibilidade de material esterilizado
— Garantir funcionamento em tempo integral das Cirurgias ortopédicas, disponibilizando técnico em radiologia para radioscopia em centro cirúrgico e material para cirurgia ortopédica
— Ampliação de leitos de enfermaria Cirúrgica
— Garantir que não mais ocorrerá a falta constante de medicamentos e materiais médicos essenciais, como antibióticos, fitas de glicemia, anti-hipertensivos, enoxaparina, material de curativo, água para injeção, etc.

Extraído da Tribuna da Bahia…

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.