Eliana Calmon ameaça deixar candidatura por falta de estrutura no PSB

Postado em abr 7 2014 - 11:26pm por Jornal da Chapada
psb

O PSB aparece com Lídice para o Governo e Eliana Calmon para o Senado, falta ainda a vaga de vice-governador ser preenchida | FOTO: Reprodução |

A pré-candidata ao Senado, Eliana Calmon (PSB), procurou a ex-senadora Marina Silva (PSB) para dar uma espécie de ultimato à coordenação nacional do projeto eleitoral do partido. Fontes ligadas ao site Bocão News revelaram que a conversa foi dura e a ex-corregedora nacional de Justiça se queixou da falta de estrutura e financiamento para tocar a campanha na Bahia. Eliana Calmon teria ameaçado deixar a candidatura de lado diante do cumprimento de algumas promessas por parte da direção nacional dos socialistas e de representes da Rede.

A reunião de fato aconteceu, mas a reportagem do Bocão News não conseguiu confirmar os detalhes do encontro nem com a senadora Lídice da Mata, pré-candidata ao Palácio de Ondina, nem com a própria ex-juíza. As dificuldades neste período são normais, principalmente, quando as candidaturas são vistas com pragmatismo, mas, conforme a fonte do site, a ex-juíza ainda precisa se familiarizar com o novo cenário.

Leonelli
O ex-secretário estadual de Turismo, Domingos Leonelli (PSB), atendeu a ligação, mas não soube informar os meandros da conversa entre Eliana Calmon e Marina Silva. O socialista está dedicado à construção do programa de governo de Lídice da Mata e coordena as pesquisas quantitativas e qualitativas que estão sendo realizadas e as futuras. Contudo, Leonelli rechaçou a especulação em torno de uma possível saída e Eliana Calmon da chapa neste momento. “Todas as ações de Lídice estão sendo acompanhadas por ela (Calmon). Não me parece que haja verdade nesta informação”.

Geddel
Outra fonte do Bocão News, que preferiu não ter o nome publicado, sugere que a coordenação nacional está esperando a definição da chapa da oposição na Bahia para dar os próximos passos. De acordo com ela, a possibilidade de Geddel Vieira Lima, pré-candidato do PMDB ao Palácio de Ondina, ocupar o lugar de Lídice da Mata na cabeça da chapa não foi descartada ainda.

Leonelli rebate este cenário. Para o ex-secretário de Jaques Wagner, todos os movimentos foram dados para viabilizar a candidatura de Lídice. “Seria um contrassenso. Esta possibilidade não existe”. O pré-candidato à Câmara Federal avalia ainda que a transferência de votos da senadora para Geddel seria pouco provável. “Nós reconhecemos que em 2002 o PMDB cumpriu todos os acordos conosco, mas não tem sentido esta conjuntura”.

Proporcional
A “linha de frente” da chapa proporcional do PSB é considerado forte. Leonelli, Joseph Bandeira, Bebeto Galvão fazem parte deste time. No entanto, os socialistas buscam alianças para aumentar as chances de êxito em pleito que certamente será muito disputado. Leonelli afirma que todas as conversas com os antigos líderes do PPS e com Joceval Rodrigues, atual presidente do partido, já foram feitas e que espera a resposta. O PPL também foi cotado.

O PV também já procurou e foi procurado tanto nacionalmente quanto no estado. Lídice conversou com o presidente da Bahia, Alan e com Edson Duarte. O próprio ex-secretário conversou com José Luís Penna, presidente nacional dos verdes. Os PV até agora não decidiu o rumo. Tem propostas dos mais diversos campos. Leonelli é enfático quando assegura que a aliança na proporcional está condicionada ao apoio à candidatura majoritária. Por enquanto, ainda é tempo de muita costura e pouca peça pronta. Mas o prazo está expirando. Extraído do Bocão News.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.