Acordo foi descumprido por PMs, diz secretário da SSP; tropas federais já foram chamadas

Postado em abr 15 2014 - 10:33pm por Jornal da Chapada
ssp

Secretário falou com a imprensa após greve da PM ser decretada | FOTO: Carla Ornelas/GOV/BA |

O secretário da Segurança Pública Maurício Barbosa deu entrevista coletiva na noite desta terça-feira (15), após o início da greve da Polícia Militar, afirmando que assinou um documento em que o governo se comprometeu a cumprir várias medidas que foram discutidas com o coordenador-geral Marco Prisco em reunião antes da assembleia da categoria.

“Um documento foi assinado por mim, pelo comandante-geral e por um dos líderes das associações. Ficou decidido que estas propostas seriam assumidas pelo governo. Durante a deliberação da categoria, recebi uma ligação desta liderança, informando que estava tudo acertado para a aprovação do que havia sido acordado. Ainda assim, foi decretada a greve”, afirmou Barbosa.

Segundo o secretário, já foi pedido ao governo federal a presença do Exército e da Força Nacional para ajudar na segurança de Salvador – a população é a prioridade no momento.

Estes são os pontos do documento assinado:

1 – Rever o CET dos Praças na proporção de 25% para os praças na função administrativa, 45% para os praças operacionais e em 60% para os motoristas;
2 – Retirada para nova discussão da proposta do Código de Ética e rediscussão das propostas do Estatuto e Plano de carreira, os quais devem se encaminhados com a máxima urgência à Assembleia Legislativa da Bahia;
3 – Rever os projetos administrativos relacionados a mobilização de 2012;
4 – Regulamentar o art.92, nas bases a serem negociadas com o Governo do Estado, Associações e PM, abrindo as negociações no dia 16/04/2014.

Greve
Prisco informou que a categoria elabora esta noite uma pauta de reivindicações para ser entregue ainda hoje ao governo. Os principais pontos dela são a instalação imediata do grupo de trabalho que vai tratar da questão salarial, a implantação do CET, a questão envolvendo o subsídio, que contempla policiais da reserva e pensionista; e a aposentadoria das policiais femininas com 25 anos de serviço no posto imediato.

Ao site iBahia, Prisco informou que os PMs ficam no Wet’n Wild até esta quarta (16), quando devem definir nova estratégia. Ele disse ainda que há uma orientação para que os policiais fiquem aquartelados, como aconteceu em 2001. Com informações do iBahia e do jornal Correio.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.