Bahia gera 631 novos postos de trabalho em março

Postado em abr 22 2014 - 8:15pm por Jornal da Chapada
trampo

Na Região Nordeste, apenas dois dos nove estados apresentaram saldos positivos | FOTO: Reprodução |

A Bahia contabilizou um saldo positivo de 631 postos de trabalho com carteira assinada no último mês de março – um patamar superior ao contabilizado em igual período do ano anterior e inferior ao mês de fevereiro de 2014, incluindo as declarações fora do prazo. De acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan), com esse resultado a Bahia ocupou a segunda posição no saldo entre os estados da Região Nordeste e a 9ª posição no Brasil em março de 2014.

Na Região Nordeste, apenas dois dos nove estados apresentaram saldos positivos, sendo que Piauí teve o maior, com 983 postos. Entre os estados que geraram saldos negativos, Alagoas teve o menor (-10.132 postos), seguido de Pernambuco (-7.883), Paraíba (-3.694), Maranhão (-2.637), Ceará (-2.000), Sergipe (-1.015) e Grande do Norte (-1.297). Setorialmente, em março, na Bahia, o setor com maior saldo positivo foi o de agropecuária (1.079 postos), seguido por indústria de transformação (566) e por serviços (446) em terceiro lugar. Em quarto lugar ficou o setor de administração pública, seguido por serviços industriais de utilidade pública, extrativa mineral e, em sétimo lugar, o setor de construção civil. Registrou saldo negativo o setor de comércio.

No acumulado dos três primeiro meses do ano, dos oito setores de atividade, seis registram saldos positivos. O setor com maior saldo acumulado foi serviços, seguido por indústria da transformação e construção civil. No acumulado dos três primeiros meses do ano, a Bahia apresentou um saldo de 13.395 novos postos de trabalho, isso levando em conta a série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo. Este resultado fez com que a Bahia se consolidasse na liderança de geração de empregos no nordeste.

Em segundo lugar ficou Ceará (2.401), seguido por Piauí (2.326), Sergipe (1.780) e Rio Grande do Norte (796). Os demais estados do Nordeste tiveram saldos negativos no acumulado do ano. O estado de Alagoas (-14.434) registrou menor saldo da Região Nordeste, no acumulado de janeiro a março de 2014, seguido de Pernambuco (-11.956), Maranhão (-6.800) e Paraíba (-860).

RMS e interior
No interior foram criados 2.182 novos postos de trabalho e, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), eliminados 1.551. No primeiro trimestre, a participação do interior do estado contribuiu com mais que o dobro da criação de postos de trabalho da RMS. Enquanto o interior criou 9.108 novos postos, a RMS criou 4.287 novos postos de trabalho com carteira assinada. Os municípios baianos que mais geraram empregos em março foram Camaçari, Jequié e Luis Eduardo Magalhães.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.