Chapada: Minha Casa, Minha Vida beneficia mais de 1,7 mil moradores de Jacobina

Postado em abr 25 2014 - 5:39pm por Jornal da Chapada
MCVM

O município também receberá um mercado produtor com investimento de R$ 4,2 milhões | FOTO: Meramente Ilustrativa |

Mais 428 famílias baianas realizaram o sonho da casa própria nesta sexta-feira (25), com a entrega do residencial Lagoa Dourada 1, no município de Jacobina, no norte do estado. Mãe de sete filhos, a lavadeira Claudineide Barbosa recebeu a chave simbólica do imóvel das mãos do secretário estadual de Relações Institucionais, Cícero Monteiro, que representou o governador Jaques Wagner na ocasião. “Moro há sete anos nesta cidade e já paguei até R$ 150 de aluguel. Hoje, tudo muda na minha vida”, comemorou Claudineide.

O empreendimento, que teve investimento de R$ 21,4 milhões do governo federal, com a contrapartida de R$ 49,8 mil do Governo do Estado, por intermédio da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), beneficia mais de 1,7 mil pessoas. O residencial tem campos de areia para práticas esportivas, centro comunitário, quiosque e parques infantis. Cada imóvel possui dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço e piso cerâmico em todas as dependências. Das 428 unidades, 13 são adaptadas para pessoas com deficiência.

Com problemas de saúde, a dona de casa Irani Alves falou do impacto ao receber a notícia do benefício após morar três anos de favor. “Quando me disseram que fui selecionada, aconteceu uma revirada dentro de mim e os médicos falam que estou a caminho da recuperação. A casa me fez muito bem. É uma realização ter minhas coisas organizadas”. Os moradores vão pagar prestação mensal, que varia entre R$ 23 e R$ 80, durante dez anos.

O município também receberá um mercado produtor com investimento de R$ 4,2 milhões. O edital de licitação para construção do equipamento será publicado no Diário Oficial do Estado deste final de semana (26 e 27), conforme foi anunciado pelo secretário. Segundo ele, o mercado vai mudar a distribuição dos produtos na região, melhorando a situação da feira de Jacobina, a partir de uma parceria das três esferas de governo e da emenda de um deputado federal.

Geração de emprego
Além de proporcionar a redução do déficit habitacional do município, o Minha Casa, Minha Vida gera emprego e renda, movimentando ainda o comércio de material de construção e alimentação. Segundo o gerente regional de construção civil da Caixa Econômica Federal, José Gilberto Bastos Reis, foram gerados mais de 300 empregos diretos na construção do residencial.

O ajudante de pedreiro, Lúcio Flávio Teles, e a companheira Adriana Silva dos Santos, foram contemplados em dobro pelo programa. Além de receber um imóvel, ele foi selecionado para trabalhar no empreendimento ao lado, o Lagoa Dourada 2, que já está com mais de 70% dos serviços executados e vai beneficiar outras 296 famílias. “Tive a graça de Deus de ganhar uma casa e conseguir um emprego após dois anos de procura”.

Também está em construção no município o residencial Cidade do Ouro, que terá 432 imóveis. Em 2012, Jacobina foi contemplada com 608 unidades habitacionais pelo programa e, após a entrega de todas essas obras, alcançará a marca de 1.764 moradias do Minha Casa, Minha Vida.

Unidades habitacionais
Na Bahia, foram contratadas 65.403 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida I, em municípios acima de 50 mil habitantes e regiões metropolitanas, para famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil. O estado foi o primeiro a atingir, em oito meses de programa, a cota de 32 mil unidades destinada a esta faixa. Nas duas fases, foram contratadas 152.703 moradias pela Caixa Econômica e Banco do Brasil. Destas, 61.305 foram inauguradas.

“A Bahia foi um dos estados que mais contratou imóveis pelo Minha Casa, Minha Vida, e junto ao programa do Governo do Estado, Casa da Gente, com cerca de 70 mil unidades, temos mais de 220 mil moradias”, disse Cícero Monteiro, que pediu aos moradores para cuidar do condomínio. “Tenho certeza de que serão muito felizes aqui. Peço que tenham harmonia e criem um conselho de moradores”. Quem deseja entrar no programa pode procurar a prefeitura da cidade onde reside para participar da seleção.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.