Região Metropolitana de Feira de Santana não sai do papel

Postado em maio 7 2014 - 6:30pm por Jornal da Chapada
geilson

De acordo com o parlamentar Carlos Geilson (PTN), com a Região Metropolitana, fica muito mais fácil conseguir verbas federais | FOTO: Assessoria |

Prestes a completar três anos de aprovação, a Região Metropolitana de Feira de Santana (RMFS) continua sem ser concretizada. Aprovada em junho de 2011 e sancionada em julho do mesmo ano, a RMFS foi aprovada para ser inicialmente composta pela própria Feira e mais os municípios de Amélia Rodrigues, Conceição da Feira, Conceição do Jacuípe, Tanquinho e São Gonçalo dos Campos. Em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (7), o deputado estadual Carlos Geilson (PTN) lamentou que o governador Jaques Wagner ainda não tenha concretizado a RMFS, impossibilitando uma série de benefícios para os seis municípios incluídos inicialmente.

“Ele sabe o quanto a região perde com isso, o governador sabe o quanto é importante a Região Metropolitana para fomentar o desenvolvimento e facilitar a obtenção de recursos, para a aplicação nos mais variados serviços para a sociedade”, afirmou Geilson. De acordo com o parlamentar, com a Região Metropolitana, fica muito mais fácil conseguir verbas federais, como por exemplo, para a segurança pública, para estradas e para a saúde. Além disso, as ligações telefônicas entre essas cidades deixariam de ser interurbanas e o transporte teria a tarifa bastante reduzida.

“Mas o governo do PT não quer proporcionar esses benefícios, porque se quisesse o governador já teria oficializado a Região Metropolitana. E para isso, é bom que a sociedade saiba, o governo do estado não precisa gastar um tostão sequer”, frisou Geilson.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.