Restaurante reúne experiência gastronômica e arte na Chapada Diamantina

Postado em maio 15 2014 - 7:43pm por Jornal da Chapada
lençóis

Local agrega gastronomia, entretenimento, vida e cultura em Lençóis | FOTO: Divulgação/Bocapio|

Aproveitar a sombra das árvores no quintal enquanto desfruta de pratos suculentos ao som de boa música e ótimas companhias: esta é a filosofia do Café Ba-Cana, Bar e Restaurante, ponto de encontro entre moradores e turistas na cidade de Lençóis, na Chapada Diamantina. Situado em um charmoso casarão colonial, o local tem cardápio internacional com toques baianos, comidas rápidas, massas, crepes e sanduíches, dentre outras opções preparadas com requinte e criatividade.

A ideia é propiciar aos clientes a experiência de degustação de uma culinária criativa, associada ao estímulo dos objetos culturais expostos nas paredes e ao convívio social entre pessoas de diversas nacionalidades e moradores. ¨Nosso maior objetivo é fazer todo mundo se sentir em casa, comendo e bebendo com alegria e informalidade, seja sozinho, com a família ou com amigos. A ideia é satisfazer o paladar encontrando amigos ou fazendo novos amigos; aqui todo mundo se junta¨, explica Pedro Supnig, proprietário.

Tardes e noites são embaladas por diversificada seleção musical no horário do almoço e música ao vivo nos finais de semana para o jantar. Somente no Café Ba-Cana, é possível provar o filé mignon ao molho de pimenta do reino, com generoso corte de carne coberto por molho branco com creme de leite fresco e pimenta, acompanhado de delicioso fettucine ao pesto.

Outra opção diferenciada é o Goulash, prato típico da Alemanha, Áustria e Hungria que leva pedaços de músculo cozido por horas em molho bem temperado com cebola, tomate e paprika doce, acompanhado com spätzle, nhoque feito com farinha de trigo e enriquecido com espinafre madeira como toque de chefe. Para beber, cafés orgânicos produzidos na região, drinques, licor e cervejas nacionais e internacionais sempre geladas.

A decoração simples, bem acabada e harmoniosa garante a cara de restaurante de vilarejo, perfeito para um bom bate papo. Nas paredes e prateleiras, produção cultural de artistas da região auxiliam na ambientação, ao mesmo tempo despojada e acolhedora. As mesas de madeira estão dstribuídas na parte interna e quintal do casarão, que vira pista de dança nos finais de semana, com seleção variada para quem gosta de boa música.

Conduzida pelo austríaco Pedro, cuja simpatia é uma atração à parte, a casa é um dos poucos locais da cidade com atendimento em inglês e alemão. O Café Ba-Cana funciona todos os dias, exceto terça feira, do meio dia até o último cliente e tem capacidade para 30 pessoas (jantar) e 100 pessoas (bar).

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.