Líder democrata acusa governo Wagner de interiorizar a violência na Bahia

Postado em jun 1 2014 - 12:35pm por Jornal da Chapada
aleluia

Carlos Aleluia e Heraldo Rocha durante reunião no município de Itapetinga | FOTO: Reprodução |

O assassinato brutal do corretor de imóveis e produtor rural Arnaldo Nunes, em Itapetinga, indignou os dirigentes democratas José Carlos Aleluia e Heraldo Rocha, que estavam na cidade. “O governo Jaques Wagner com sua ineficiente política de segurança pública interiorizou a violência na Bahia”, constatou Aleluia. “Todo o povo baiano está entregue à criminalidade”, afirmou Rocha.
A vítima estava em sua fazenda e foi alvo de punhaladas que quase lhe deceparam a cabeça por bandidos, que lhe roubaram veículo e pertences. “É mais um caso da tragédia em que vive a Bahia, nos últimos oito anos de malfadada gestão petista, quando mais de 34 mil baianos foram assassinados”, observou Aleluia.

Ele e Heraldo Rocha participaram neste sábado, em Itapetinga, de encontro com lideranças, organizado pelo ex-prefeito José Otávio (DEM). O anfitrião do evento, como toda a população da cidade, ficou estarrecido com mais esse bárbaro crime. “É preciso um comando mais efetivo do governo para haver o controle da violência no estado. Nesta semana, além deste assassinato, duas lotéricas e a guarita do Derba foram assaltadas. Em Itapetinga, como em toda Bahia, ninguém consegue viver mais em paz”.

Aleluia também esteve neste final de semana, em Itabuna, onde participou de reunião com a presidente municipal do Democratas, Maria Alice, e correligionários. Ele foi também à Buerarema para evento de novas filiações ao partido. “O Democratas está em franca expansão em nosso estado com a pré-candidatura a governador de Paulo Souto”, explica.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.