Sargento idealizador de projeto social conquista duas medalhas no mundial de jiu-jitsu

Postado em nov 19 2015 - 1:00pm por Jornal da Chapada
foto5

Lourival Alves durante encontro com o governador Rui Costa | FOTO: Amanda Oliveira/GOVBA |

O sargento da Polícia Militar da Bahia (PMBA) Lourival Alves da Silva Filho, 42 anos, conquistou duas medalhas de ouro na última etapa do Campeonato Mundial de jiu-jitsu, realizada nos dias 14 e 15 de novembro, em São Domingo, na República Dominicana. Uma das medalhas foi pela categoria até 100 quilos e a outra na modalidade Absoluto sem kimono, que abrange todos os pesos.

De acordo com o sargento, que é conhecido como S. Filho pelos colegas da Casa Militar, a única motivação para voltar a competir em novembro foi o Projeto Social Boa Luta, idealizado e coordenado por ele na comunidade Barreiro, no bairro da Boca do Rio, em Salvador. A iniciativa beneficia 272 jovens da periferia, com faixa-etária entre 5 e 17 anos, por meio de esportes, como o jiu jitsu, boxe, capoeira, além das oficinas de teatro.

“As crianças e adolescentes que participam do Boa Luta são carentes de muitas coisas, principalmente de uma referência. Me coloco nesse papel de servir de estímulo para que eles sonhem alto e lutem para conquistar seus objetivos. Sempre digo que é possível chegar lá, mas eu lutando e vencendo, passo a mostrar na prática”, afirma Lourival.

As aulas são realizadas às terças e quintas-feiras, a partir das 18h, na Associação Nordeste Jiu-Jitsu MMA, da qual S.Filho é vice-presidente. Na opinião do militar, para ser um agente de transformação social não precisa de muito esforço. “O que fazemos é dar carinho, estimular o respeito e potencializar a lealdade entre os meninos. Nós cuidamos como se fossem nossos próprios filhos. Acompanhamos na rua e na escola também”, explica.

Em 2015, o policial já havia conquistado outros grandes resultados, como a segunda etapa do Mundial, que aconteceu na Argentina, no mês de agosto, em que obteve outras duas medalhas. Na época, o bom desempenho fez com que o PM recebesse os cumprimentos do governador Rui Costa, em encontro na Governadoria, em Salvador.

foto67

III Etapa Mundial de Jiu Jitsu na República Dominicana | FOTO: Divulgação/Secom-GOVBA |

Boa Luta
Aos 11 anos e com o apoio do projeto, o pequeno Henrique Ferreira está tendo a oportunidade de seguir seu sonho de ser lutador. Este ano, ele conquistou medalha de ouro no Campeonato de Novos Talentos do Jiu jitsu, em Lauro de Freitas. Para atingir o objetivo utilizou os ensinamentos recebidos nos treinamentos. “Aqui a gente aprende a ter disciplina, a se concentrar e a lutar pelo que queremos. Vemos que podemos alcançar nossos sonhos e nunca desistir”, contou.

A prática esportiva tem estimulado o desempenho também na sala de aula. Só treina quem tira boas notas. Mãe dos garotos Renato e Guilherme, a trabalhadora autônoma, Ana Paula Moreira, reconhece a evolução dos filhos no ambiente escolar. “Eles eram muito dispersos e passaram a ter mais atenção. Também passaram a ter autonomia sobre os materiais escolares. Chegam em casa depois da escola e fazem logo as atividades. Acredito que tudo isso refletiu nas notas, que melhoraram bastante”.

A rotina dos treinos também potencializou as atividades de Marcos, de 7 anos, portador de um leve grau de autismo. “Ele não interagia com os colegas e era muito dependente de mim. Hoje ele brinca com os outros meninos e tem me mostrado que é capaz de fazer as coisas dele, muitas vezes, sozinho. Tem sido muito bom pra ele”, enfatizou a mãe do garoto, Tânia Raquel Andrade.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.