Chapada: Mostra Cine Diamantina leva mais de 60 filmes para Andaraí, Mucugê e Palmeiras

JC
Postado em maio 10 2017 - 10:44pm por Jornal da Chapada
foto6

“Tropykaos”, de Daniela Lisboa, é um dos filme do festival na Chapada Diamantina | FOTO: Divulgação/Oficial |

A Mostra Cinematográfica Cine Diamantina acontece entre os dias 15 de maio a 4 de junho e levará 60 filmes em 143 exibições, além de 111 horas de atividades arte-educativas, para as cidades chapadeiras de Andaraí, de 15 a 21 de maio, Mucugê, de 22 a 28 de maio, e para o Capão, em Palmeiras, de 29 de maio a 4 de junho. Toda a programação é gratuita e aberta ao público.

“O Cine Diamantina é o desdobramento do Cine Capão, que desde 2003, leva ao público da Chapada uma programação rica em atividades arte-educativas, além de promover o acesso dos moradores da Chapada Diamantina a mais recente produção baiana e nacional”, explica Marcela da Costa, coordenadora geral do projeto.

foto23

“Disque Quilombola” faz parte da lista de filmes com temáticas infantis | FOTO: Reprodução |

Sessões Temáticas
Algumas sessões temáticas farão parte da Mostra do Cine Diamantina. O ‘Curta a Infância!’ terá um dia dedicado à música, com a parceria especial com o grupo musical “Pequeno Cidadão”, realizado por Arnaldo Antunes, Taciana Barros, Edgard Scandurra, Antonio Pinto e seus filhos. Serão exibidos os clipes musicais de desenho animados. Na sessão, também será exibido o média baiano “A Professora de Música”, de Edson Bastos e Henrique Filho, rodado em Ipiaú e lançado em 2016, que mostra as alegrias e dificuldades de se fazer arte no interior da Bahia.

O desenvolvimento mais sustentável das comunidades da Chapada Diamantina será abordado na ‘Sessão Ecocine’, que será sempre acompanhada por um Bate-Papo Ecológico, tratando das questões sobre os malefícios do uso de agrotóxicos, da importância das águas, do manejo agroecológico e da agricultura familiar. A sessão ‘Cine Baiano’ exibirá curtas e longa metragens produzidos na Bahia que tiveram destaques no cenário nacional e internacional.

foto3

O filme “Elis”, de Hugo Prata, conta a trajetória da cantora Elis Regina | FOTO: Reprodução |

Filmes recentes, ainda em cartaz nos cinemas, como “Jonas e o Circo Sem Lona” de Paula Gomes, “Axé: canto de um povo de um lugar”, de Chico Kertesz, “O Cinema foi à Feira”, de Paulo Hermida, e filmes premiados como “Travessia”, de João Gabriel, “Tropykaos”, de Daniela Lisboa, e “A Noite Escura da Alma”, de Henrique Dantas, estarão presentes na mostra.

“A nossa intenção é destacar os filmes baianos, fortalecendo o atual cenário de efervescência da sua produção que atualmente conta com cinco filmes em cartaz a nível nacional, fazendo a ponte entre as salas de cinema e as comunidades interioranas deslocadas dos polos de difusão”, diz Solange Lima, produtora executiva do Cine Diamantina.

O ‘Cine Nacional’ traçará um panorama dos filmes brasileiros com grande reconhecimento de público, como “Que Horas Ela Volta”, de Anna Muylaert, e premiação em festivais de cinema, como “Aquarius” de Kléber Mendonça, “Era o Hotel Cambrigde”, de Eliane Caffé, “Boi Neon”, de Gabriel Mascaro, e “Tatuagem”, de Hilton Lacerda. Nesta sessão, também merece destaque três cinebiografias: “Pitanga”, de Beto Brant e Camila Pitanga, “Elis” de Hugo Prata, e “Joaquim”, de Marcelo Gomes. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.