Chapada: Homem é preso acusado de estuprar criança de 11 anos em Itaberaba; mãe quer justiça

Postado em jul 14 2017 - 6:00pm por Jornal da Chapada
itaberaba

Em contato com o Jornal da Chapada, a mãe da criança denunciou o caso e cobrou respostas das autoridades: “não quero que fique por isso mesmo e caia no esquecimento” | FOTO: Jornal da Chapada |

Foi preso no município de Itaberaba, na Chapada Diamantina, e levado para a carceragem da cidade de Iaçu, um homem suspeito de estuprar uma criança de 11 anos. Segundo o boletim de ocorrência lavrado na Delegacia de Polícia de Itaberaba – subscrito pelo delegado Thiago de Almeida Moreira, David Aparecido Pinheiro da Silva teria abusado sexualmente da menor reiteradas vezes. A mãe da vítima ficou sabendo por ela que David havia lhe estuprado. O homem era casado com a irmã do pai da criança. Em contato com o Jornal da Chapada, a genitora denunciou o caso e cobrou respostas das autoridades: “não quero que fique por isso mesmo e caia no esquecimento”.

Vale salientar que a mãe da menina já levou o caso ao conhecimento do Conselho Tutelar de Itaberaba e ao Ministério Público. “Minha filha contou que este monstro abusava dela há três anos, desde os 8 anos de idade ela era submetida a conjunção carnal e outros atos libidinosos, e não me contou antes, pois era coagida e ameaçada por ele. Ela afirmou e deu detalhes que já foi abusada dentro de carro e na nossa própria casa. O que quero agora é justiça para este perverso, que está preso, mas anda dizendo que vai sair, pois tem advogados”, narra indignada.

O Jornal da Chapada não vai nomear a mãe para não expor a família, e foi orientado pelo setor jurídico a não publicar imagens do acusado, da criança ou da família. De acordo com a genitora, “a configuração do delito [estupro] está configurado por meio de relatórios e exames médicos”. David Aparecido Pinheiro da Silva foi preso em Itaberaba, mas foi transferido para a carceragem do vizinho município de Iaçu. Se comprovada sua culpabilidade pode responder, no mínimo, por estupro de vulnerável e deve ser enquadrado no Art. 217 do Código Penal Brasileiro. A pena para estupro de vulnerável varia entre 8 e 15 anos de reclusão.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.