Suíca visita a Chapada Diamantina, se reúne com lideranças e amplia base para 2018

Postado em jul 16 2017 - 2:33pm por Jornal da Chapada
foto

O petista se reuniu em Itaberaba com lideranças do MSTS com a base consolidada em Utinga, Wagner, Cafarnaum e Iraquara para debater demandas para a Chapada Diamantina | FOTO: Vitor Fernandes |

É vereador de Salvador, mas o braço político de Luiz Carlos Suíca (PT) continua crescendo pela Bahia com o recesso parlamentar. O edil mais votado do PT na capital visitou a região da Chapada Diamantina, onde no último sábado (15) cumpriu uma série de atividades, visitando trabalhadores e lideranças sindicais em Itaberaba, Iaçu e Marcionílio Souza. O petista ainda debateu demandas para a região com a base consolidada em Utinga, Wagner, Cafarnaum e Iraquara. “É um passo importante para que possamos viabilizar ações como regularização de terrenos para assentados, sem tetos, e consultoria jurídica para associações, além, claro, de tratar dos trabalhadores terceirizados. Queremos montar um posto para atender essa demanda da Chapada”, salienta.

Durante reunião com trabalhadores rurais e terceirizados de Iraquara, Utinga, Wagner e Cafarnaum, Suíca salientou ainda que vai levar o nome do governador Rui Costa e o do ex-presidente Lula por onde passar. “É preciso dialogar e instruir as pessoas sobre outros pontos de vistas e atender um grupo que foi afetado com o corte dos programas sociais e das políticas públicas dos governos do PT, após o impedimento de Dilma”, completa. Uma das reuniões de Suíca tratou da regularização de lotes para moradias com o líder Mourival José de Souza – que trabalha nos municípios chapadeiros com o Movimento dos Sem Teto (MSTS) e articula os assentamentos das regiões. “Estamos na região com o objetivo de fazer um enfrentamento político, social e partidário. Temos uma necessidade básica que é ter um representante, que estamos buscando no companheiro Suíca”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conforme Mourival, a maior demanda é a regularização dos lotes dentro da área do Estadão, onde estão ocupados em Iraquara cerca de 200 famílias. “Cerca de 1500 lotes não estão regularizados e isto depende dos governos do Estado e Federal, através do Incra. São lotes para construção de residências. Demanda não falta, falta é condição da gente chegar lá”. Para o estudante do 10ª semestre de Direito, Gilmário, na questão partidária é preciso que o PT seja mais atuante nos municípios, pois existem terras públicas que são griladas e as famílias ficam à margem. “Não tem representação política, não tem representação social e é preciso que o Estado venha conosco, para que a gente possa fazer esta regularização e enfim atender a real situação social de cada município, até porque os municípios não têm muita coisa a nos oferecer”, diz.

Gilmário ainda diz que o governo federal é moroso em relação a regularização de terra. “Agora foi aprovada uma Medida Provisória que está regularizando os grileiros, que serão beneficiados, enquanto isso, as famílias ficam na beira das estradas. E muito provavelmente estas mesmas terras serão vendidas para essas mesmas famílias que estão nessa condição social. Eu acho que esta parceria com Suíca é importante, vamos contar que ele nos dê esse apoio, nós estamos precisando muito, pois a demanda aumentou e nós precisamos de alguém do porte dele para ajudar a resolver”, completa.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.