#Bahia: Luta contra câncer raríssimo no cérebro é rotina de baiana após diagnóstico

Postado em out 10 2017 - 11:04am por Jornal da Chapada
capa

A notícia do tumor raro no crânio paralisou sonhos, mas “só fez que me aproximasse mais de Deus”, afirmou a jovem Uirlaine Rodrigues Maia em nota | FOTO: Montagem do JC/Acervo Pessoal |

A baiana, nascida em Laje, Uirlaine Rodrigues Maia, e moradora de Camaçari há 10 anos, tem passado por uma verdadeira reviravolta na vida após o diagnóstico de cordoma, um tipo raro de câncer que ocorre nos ossos do crânio e da coluna. O de Lany, como é mais conhecida, foi encontrado no crânio e será preciso fazer uma difícil cirurgia no estado de São Paulo, além de tratamento nos Estados Unidos logo em seguida. A notícia do tumor raro no crânio paralisou sonhos, mas “só fez que me aproximasse mais de Deus”, afirmou a jovem em nota.

“A notícia que não há medicação, só uma cirurgia de alto risco vem pra derrubar. Mas a fé em Deus me sustenta e continua a me fortalecer desde o início”, disse. O primeiro sintoma que ela teve foi diplopia, a visão dupla, no olho direito em abril 2017. Primeiro procurei oftalmologista que me encaminhou pra neurologista, fiz tomografia e ressonância magnética do crânio no qual foi diagnosticado o cordoma. Depois ela foi examinada por um oncologista que a orientou que procurasse um médico especialista em cirurgia endoscópica de base de crânio.

No momento ela está em São Paulo, mas precisa de contribuições em dinheiro para continuar com o tratamento contra a doença. Devido à sua proximidade com estruturas críticas, tais como as da medula espinhal, do tronco cerebral, nervos e artérias, os cordomas são difíceis de tratar e requerem cuidados altamente especializados. A incidência anual de cordoma é de aproximadamente um caso novo por milhão de pessoas por ano.

Isso significa que cerca de 300 pacientes são diagnosticados com cordoma a cada ano nos Estados Unidos e um número bem menor no Brasil, porém ainda não há uma informação precisa da quantidade, mas acredita-se que seja em torno de um a cada 1 milhão, não muito diferente dos EUA. “Tenho certeza que vou sair de tudo isso bem mais forte, para isso precisa de sua oração, força e contribuição para o tratamento. Seguem dados de minha conta: Banco Bradesco, Agência 3579-3 Conta Corrente: 0604648-7, títular Uirlaine Rodrigues Maia”.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.