Jornal da Chapada

Chapada: Fim de semana terá tempo quente e com poucas chances de chuvas

Nas regiões do recôncavo, Chapada Diamantina, sudoeste e sul, onde a massa de ar atua com menor intensidade, as temperaturas devem ser mais amenas | FOTO: Reprodução |

As condições do tempo previstas para o primeiro fim de semana de 2015 não devem ter mudanças significativas. A massa de ar quente e seco continua atuando, o que mantêm o céu ensolarado e sem chuvas na maior parte da Bahia. Além de reduzir a nebulosidade e as chuvas, a permanência dessa massa de ar contribui para manter as temperaturas elevadas em todas as regiões do estado. Os maiores índices, com máximas de até 36ºC, estão previstos para as regiões norte, nordeste, oeste e São Francisco, de acordo com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), vinculado à Secretaria do Meio Ambiente (Sema).

Nas regiões do recôncavo, Chapada Diamantina, sudoeste e sul, onde a massa de ar atua com menor intensidade, as temperaturas devem ser mais amenas, com valores variando entre mínimas de 15°C (na região sudoeste) e máximas de 33°C (nas regiões do recôncavo e sudoeste). Também há possibilidade de ocorrer eventos isolados de chuvas fracas nessas regiões. As maiores chances são para o recôncavo e sul, principalmente, nas localidades mais próximas ao litoral.

A previsão de chuvas fracas e isoladas é a mesma para a cidade de Salvador e região metropolitana. Como é típico durante o verão, estas chuvas devem ser de curta duração. As altas temperaturas previstas para o fim de semana na capital baiana também são reflexo da permanência da massa de ar, pois as máximas podem chegar aos 31°C.

Maré
Para sábado (3) e domingo (4), a maré deve atingir a altura máxima no período entre 5h e 6h e entre 17h e 18h, com valores variando de 2,1 e 3,0 metros. As alturas mínimas devem ser registradas no período entre 11h e 12h e das 23h à 0h, com valores variando de 0,1 a 0,3 metro. As ondas previstas para esse período devem ter agitação fraca, com altura máxima que pode chegar a 1,0 metro.

Radiação ultravioleta
Uma das características do verão é a elevação na incidência da radiação solar e, consequentemente, dos índices de radiação ultravioleta. Tal elevação pode ser vista na previsão para sábado e domingo, quando devem variar de 12 a 13.

Estes índices, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estão classificados na categoria ‘extrema’, o que requer cuidados redobrados quanto à exposição prolongada a radiação solar, principalmente, nos horários das 10h às 16h, quando os efeitos danosos a saúde são maiores. Para minimizar esses danos, a OMS sugere o uso de protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupas leves.

Pular para a barra de ferramentas