Jornal da Chapada

Temperaturas máximas na Chapada Diamantina devem oscilar entre 31°C e 35°C

Mesmo com o calor, nas áreas serranas da Chapada Diamantina e Sudoeste deverão ser registradas temperaturas mais amenas da Bahia | FOTO: Jornal da Chapada |

O mês de fevereiro começa com características típicas de verão, sobretudo em relação às temperaturas, que permanecem elevadas em todo o Estado. No entanto, os maiores valores estão previstos para o Oeste, São Francisco, Norte e Nordeste, onde as máximas poderão chegar aos 37°C em algumas localidades. Esta condição de tempo quente, somada aos altos índices de umidade, continua favorecendo a formação de nebulosidade e a ocorrência de chuvas em áreas isoladas dessas regiões, principalmente no oeste baiano.

Na Chapada Diamantina e Sudoeste, onde a previsão é de céu parcialmente nublado a claro e com poucas chances de chuvas, também são esperadas altas temperaturas, com máximas oscilando entre 31°C e 35°C. Mesmo assim, nas áreas serranas da Chapada Diamantina e Sudoeste deverão ser registradas temperaturas mais amenas, com mínimas podendo chegar aos 16°C.

Já no Recôncavo e Sul, onde as temperaturas poderão chegar ao 34°C, a umidade vinda do Oceano Atlântico favorece a formação de nebulosidade, deixando o céu parcialmente nublado e com chances de chuvas fracas, principalmente nas localidades mais próximas ao litoral. Essa condição de tempo se estende para a cidade de Salvador e região metropolitana, onde as temperaturas deverão oscilar entre mínimas de 23°C e máximas de 33°C.

A estação do verão é caracterizada pelas altas temperaturas e chuvas mais intensas. Além disto, há um aumento da incidência de radiação solar e, consequentemente, dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUV’s), como os valores 13 e 14 previstos para os dias 01/02 (quarta-feira) e 02/02/2017 (quinta-feira).

Estes IUV’s, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), permanecem dentro da categoria de intensidade “Extrema”, devendo assim, manter os cuidados quanto à exposição prolongada à radiação solar, especificamente, nos horários das 10 às 16 horas quando há maior incidência dessa radiação. Com isso, recomenda-se a utilização de protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupas leves, para minimizar os danos causados a saúde. As informações são do Inema.

Pular para a barra de ferramentas