Jornal da Chapada

A história de Otto é de lealdade, garante o ex-governador Jaques Wagner

O petista Jaques Wagner confia cegamente no senador Otto Alencar | FOTO: Reprodução/EBC |

Questionado sobre o fortalecimento do PSD ao ter o deputado estadual Ângelo Coronel (PSD) como presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o ex-governador e ex-ministro de Dilma, Jaques Wagner, garantiu que não vê o fato como algo negativo.

“O PT não estava na Mesa, a base já estava na Mesa. Não tenho medo do crescimento de aliados que estão na Mesa. Quero aliados fortes, ajudei a construir o PSD, chamei Otto para ser o meu vice. E não tenho medo de traição. A história de Otto é de lealdade. A história vai sendo construída. A aliança é inabalável”, declarou, durante a abertura dos trabalhos na Assembleia. As informações são do site Bocão News.

Pular para a barra de ferramentas