Jornal da Chapada

#Brasil: Executiva do PT de São Paulo cancela eleições do partido por suspeita de irregularidade em 10 cidades

As suspeitas de fraudes no PED ameaçam contaminar o 6º Congresso Nacional do PT | FOTO: Reprodução |

O Processo de Eleições Diretas (PED) do Partido dos Trabalhadores (PT) de São Paulo em 10 cidades foi cancelado pela Executiva Estadual por conta de suspeitas de irregularidades nas votações. Em quatro delas, Arandu, Uchoa, Brotas e Platina, foram detectados indícios de votos atribuídos a filiados que já morreram. As outras cidades onde há indícios de irregularidades são Mirassol, Lençóis Paulista, Irapuã, Nipoã e Ariranha.

Em Guarulhos e em outras 99, onde a lisura da votação também é contestada por integrantes de correntes minoritárias do partido, foram descartadas possíveis fraudes. Embora o presidente nacional do PT, Rui Falcão, tenha decretado na semana passada que as listas de votação suspeitas sejam, obrigatoriamente, tornadas públicas, o PT de São Paulo rejeitou recurso da corrente Optei para ter acesso a 99 delas.

As suspeitas de fraudes no PED ameaçam contaminar o 6º Congresso Nacional do PT, marcado para a primeira semana de junho com o objetivo de tentar dar início à reconstrução do partido em meio à sua maior crise e preparar a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência em 2018. Em nota divulgada na última terça-feira (25) a corrente Democracia Socialista (DS) pede “absoluto respeito à democracia interna” para evitar um racha no partido.

Segundo o secretário nacional de Formação, Carlos Árabe, da DS, se as suspeitas de fraudes em ao menos cinco Estados não forem esclarecidas até lá, haverá contestação. “Vamos questionar durante o Congresso tudo o que for identificado como fraude. Achamos que isso deveria ser resolvido antes para que o Congresso não seja um acerto de contas de fraudes”, disse. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Pular para a barra de ferramentas