Jornal da Chapada

#Brasil: Pesquisa aponta que 58% dos entrevistados reprovam postura de Moro na Lava Jato

Segundo dados colhidos pelo Datafolha, a pesquisa aponta que 63% dos entrevistados ficaram cientes das mensagens atribuídas a Sergio Moro | FOTO: Divulgação |

Foi divulgada no sábado (6) uma pesquisa do Datafolha, instituto de pesquisa da Folha de São Paulo. O estudo, que entrevistou 2.086 com mais de 16 anos, em 130 cidades do Brasil, procurava saber a opinião pública sobre o atual ministro da Justiça, Sergio Moro, que teve seu nome envolvido em um imbróglio de mensagens divulgadas pelo site The Intercept. Segundo dados colhidos pelo Datafolha, a pesquisa aponta que 63% dos entrevistados ficaram cientes das mensagens atribuídas a Sergio Moro. Desta porcentagem, 58% definiram a postura do ministro como inadequada; 31% aprovaram a conduta do ex-juiz e 11% não opinaram.

Segundo as reportagens divulgadas pelo The Intercept, Moro orientava procuradores de maneira ilícita as ações da Operação Lava Jato no conjunto de investigações em andamento pela Polícia Federal. De acordo com o Instituto Datafolha, 58% dos entrevistados disseram acreditar que, se forem comprovadas irregularidades, eventuais decisões de Moro enquanto juiz responsável pela Operação Lava Jato devem ser revistas. Em contraste a essa opinião, 30% alegaram que o ganho no combate à corrupção compensa as eventuais infrações. O estudo ainda aponta que 54% dos entrevistados declararam apoiar a permanência do ministro no cargo, enquanto 38% acham que o ex-juiz deveria deixar o cargo.

Ao abordar a prisão do ex-presidente da república, Luís Inácio Lula da Silva, os entrevistados mostram uma margem pequena de distanciamento. 54% consideram a prisão de Lula justa, 42% acham a condenação do petista injusta e 4% não souberam opinar sobre o assunto. Além disso, a pesquisa do Datafolha sobre a popularidade de Moro também questionou como os entrevistados avaliam da Lava Jato. 55% definiram a investigação como ótima/boa; 24% regular; e 18% avaliaram como ruim ou péssima. 3% dos entrevistados não responderam. Neste sábado (6), Glenn Greenwald, jornalista do portal que divulgou as mensagens atribuídas ao ministro, falou sobre a pesquisa do Datafolha em sua conta do Twitter.

“Note-se que muitos desses terríveis resultados de pesquisa do Datafolha para o Moro foram coletados antes das novas revelações devastadoras na revista Veja que – por várias razões – certamente mudará ainda mais opinião pública sobre o verdadeiro caráter dele”, disse. “Ainda mais interessante será ver como a opinião pública sobre o Sergio Moro evolui não apenas após o artigo da Veja, mas também com futuras revelações. É impossível imaginá-lo melhorando com as futuras exposições (e mais exemplos de abuso dos poderes da PF): só piorando ainda”, completou o jornalista. As informações são do site Último Segundo.

Veja o que diz o jornalista Glenn Greenwald sobre o assunto

Pular para a barra de ferramentas