Jornal da Chapada

Chapada: ‘Globo Repórter’ explora região de Gentio do Ouro como tema de reportagem nesta sexta

Sabe-se pouco sobre a Chapada Diamantina e seu entorno e, por conta disso, a região tem sido com frequência alvo de grandes reportagens para mostrar os encantos, belezas e mistérios que ainda estão escondidos e preservados. E para mostrar a ‘Bahia Desconhecida’, tema do programa Globo Repórter (Rede Globo), o município de Gentio Do Ouro foi escolhido e uma edição especial vai ao ar nesta sexta-feira (13).

A equipe percorreu, pelo interior da Bahia, lugares desconhecidos por grande parte dos brasileiros, e que, por algum motivo ou vários, são excêntricos. Entre eles, a Vila de Santo Inácio, que fica justamente em Gentio do Ouro, região da Chapada Velha. Ela foi escolhida para uma das reportagens do programa a partir de informações e imagens no perfil do Facebook do publicitário Oscar Guedes – que foram publicadas por vários veículos de comunicação.

Em quatro dias de gravações, a reportagem da Rede Globo foi comandada pelo repórter José Raimundo | FOTO: Reprodução |

“O meu contato com a Globo se deu a partir da minha publicação sobre Santo Inácio ter sido considerada a suposta ‘Cidade Perdida’. Porém, essa reportagem não tratará desse assunto, serão retratados as figuras folclóricas da comunidade, o baixo índice de registros policiais, as pinturas rupestres, as belezas naturais, as ruínas da cadeia, o sobrado e rituais de identidade culturais”, disse Oscar Guedes, ex-secretário de Turismo de Gentio do Ouro, ao site Meio Minuto.

Em quatro dias de gravações, a reportagem da Rede Globo foi comandada pelo repórter José Raimundo – que declarou conhecer muitos lugares bonitos no mundo e “um deles é Santo Inácio”! Assim como não faltaram elogios de toda a equipe, entre eles que “Santo Inácio lembra o Projac na Rede Globo” e “um lugar ideal para gravar uma novela”.

Veja mais fotos

O mistério por trás da Vila Santo Inácio
Santo Inácio, embora muitos não sabem, é a ‘Cidade de Pedras’ ou a ‘Cidade Perdida’ do explorador francês Apollinaire Frot e tudo indica ser a suposta cidade perdida denominada ‘Cidade de Raposo de 1753’. Recentemente, o explorador espanhol Juan Francisco Cerezo Torres chegou à conclusão que as formações naturais ao redor de Santo Inácio é de fato a ‘Cidade Perdida’ descrita no Manuscrito 512 (considerado o maior mistério da arqueologia brasileira) e também a ‘Cidade Perdida de Z’ tão procurada por Percy Fawcett.

Jornal da Chapada

Veja vídeo de chamada