Jornal da Chapada

#Vídeos: Base militar usada pelos Estados Unidos é bombardeada no Iraque; Irã assume autoria

Agência de notícias do Irã classificou a ação como o "início da vingativa retaliação do Irã aos EUA"; assista ao momento do ataque.

A base militar iraquiana de Al Asad, usada pelas tropas da coalizão dos Estados Unidos no Iraque, foi atingida na noite desta terça-feira (7). Seis mísseis já teriam atingido o local e, aparentemente, o ataque aéreo continua com cerca de 30 foguetes. A ação teria partido do Irã. A informação foi confirmada por um oficial da Secretaria de Defesa dos Estados Unidos em conversa com o jornalista Jack Detsch, do portal Al Monitor. Não há notícias sobre vítimas até o momento.

O local foi visitado pelo presidente Donald Trump em dezembro de 2018. Em março de 2019, Trump afirmou que os tropas dos EUA permaneceriam na base para “assistir” ao Irã após derrotarem o Estado Islâmico. Em mensagem postada no Twitter, a Agência de Notícias Iraniana Fars relatou que um míssil balístico iraniano foi disparado. “Vingança dura / Algumas fontes relatam que mísseis balísticos iranianos foram disparados na base americana no Iraque”, diz a mensagem.

Em seguida, a Fars publicou a seguinte mensagem junto a um vídeo: “Início da vingativa retaliação do Irã pelos EUA / Momento do lançamento de mísseis iranianos na base americana em Ain al-Assad”.

Irã assume ataque a base dos EUA no Iraque
Segundo o The Spectator Index, a Guarda Revolucionário do Irã – o exército iraniano -, assumiu a autoria do ataque. A Press TV, rede estatal do Irã, confirmou também a autoria do bombardeio. As informações foram extraídas do site da Revista Fórum.