Jornal da Chapada

Bancada do PT em Salvador abre mão de 30% da alimentação que tem direito na Câmara

O presidente municipal do PT, Ademário Costa, lembra que o partido sempre esteve à frente de ações para suprir as demandas da população da capital.

Para auxiliar a Secretaria Municipal de Combate à Pobreza (Semps), a bancada de vereadores do PT da Câmara de Salvador abriu mão de 30% dos tickets de alimentação que recebe. De acordo com os edis petistas, a ideia é ajudar famílias em situação de vulnerabilidade no processo de quarentena contra a pandemia de coronavírus na capital. Nesta terça-feira (31), por exemplo, o vice-líder da oposição Luiz Carlos Suíca (PT) disse que a doação é mais um ato da bancada que já vem realizando ações em diferentes bairros periféricos da cidade.

“São medidas emergenciais. A bancada já atua em suas bases para suprir determinadas demandas urgentes e tem colocado todo seu corpo de funcionários para atender todos que nos procuram. É mais um ato de solidariedade que temos”, frisa Suíca. Para a vereadora Marta Rodrigues (PT), a medida destaca a preocupação fundamental neste momento de crise sanitária, que é a fome. “Famílias inteiras estão em suas casas com medo da Covid-19. O mundo tem mostrado a importância do isolamento social para evitar mais mortes e, para que isso aconteça, temos de criar meios para que essas pessoas tenham alimentação”.

Já o presidente municipal do PT, Ademário Costa, lembra que o partido sempre esteve à frente de ações para suprir as demandas da população de Salvador. Ele descreve que as medidas dos vereadores são de fundamental importância no processo de diretrizes da sigla. “Além de terem votado contra a reforma da previdência de ACM Neto, eles ainda estão ativos com participação direta nas ações do governo estadual para conter essa pandemia. Os vereadores estão atendendo suas bases, mas estão ajudando também a prefeitura, independente de partido, temos de ser solidários”. As informações são de assessoria.