Jornal da Chapada

#Polêmica: Sérgio Moro ainda pode ser indicado ao STF este ano; entenda como isso seria possível

Se Hamilton Mourão assumir a presidência e quiser nomear o ex-juiz, terá de esperar a vaga de Marco Aurélio Mello porque testemunhas em processos de impeachment em curso não podem integrar na Corte.

Segundo o jornal Estadão, um experiente advogado alertou que se quiserem evitar que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nomeie seu primeiro ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), os adversários do presidente terão que abrir o impeachment na Câmara dos Deputados antes do mês de novembro.

Segundo a nota, ele também aposta que Sérgio Moro não está fora do jogo por uma vaga no STF. Porém, se Hamilton Mourão assumir a presidência e quiser nomear o ex-juiz, terá de esperar a vaga de Marco Aurélio Mello. Isso porque testemunhas em processos de impeachment em curso não podem integrar a Corte. Com informações do jornal Estadão e Acesse Política.

Pular para a barra de ferramentas