Jornal da Chapada

#Bahia: Rio de Contas sobe por causa das chuvas e vazão da Barragem da Pedra alcança quase 70% de volume útil

Chesf recomenda que em períodos úmidos da Bacia Hidrógráfica, seja “evitada a ocupação nas planícies de inundação”.

Chuvas fortes que caíram na região sudoeste da Bahia nos últimos dias fizeram a Usina da Pedra, localizada em Jequié, no Rio de Contas, liberar água e atingir vazão de quase 70% de volume útil.

A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) informou, por meio de nota, que na última segunda-feira (23), o reservatório da Pedra atingiu 66,55% do volume com afluência de 320m³/s e defluência de 150 m³/s.

Já na terça-feira (24), segundo a Chesf, teve afluência de 450 m³ e defluência de 400 m³/s. “Vazões liberadas da ordem de 400 m³/s foram praticados nos anos de 2007 e 2016”, aponta a companhia.

Duas comportas foram abertas para que o nível de água no reservatório da Barragem da Pedra fosse controlado. Acima da barragem, tem como afluentes o Rio Brumado, o Rio do Antônio e o Rio Gavião, além de cursos de água menores.

Nesta quarta-feira (25), o Rio de Contas também teve aumento o nível e a vazão da Barragem da Pedra e está previsto alcançar os 500 m³/s. O Rio de Contas nasce entre as cidades de Piatã e Abaíra, na região da Chapada Diamantina, na Serra do Tomba.

A Chesf recomenda, por conta do período úmido da Bacia Hidrográfica, que inicia no mês de novembro e vai até abril de 2021, que é “necessário que seja fortemente evitada a ocupação de áreas situadas nas planícies de inundação”. Ainda informa que as vazões estão dentro dos limites operacionais estabelecidos na Usina da Pedra.

Jornal da Chapada

Pular para a barra de ferramentas