Jornal da Chapada

#Bahia: Estado bate novo recorde diário de mortos por covid; foram 137 óbitos registrados no boletim de hoje

Dos 674.384 casos confirmados desde o início da pandemia, 642.921 já são considerados recuperados e 19.838 encontram-se ativos.

Nesta sexta-feira (26) foram registrados 137 óbitos, o maior número desde o início da pandemia em um boletim epidemiológico sobre a covid-19. Apesar dos óbitos terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados hoje. Esse número supera o ocorrido na última quinta (25), quando foram contabilizados 100 óbitos. O número de hoje demonstra o crescimento de casos graves, o que tem ampliado a taxa de ocupação nas UTIs.

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 11.625, representando uma letalidade de 1,72%. Dentre os óbitos, 56,65% ocorreram no sexo masculino e 43,35% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,16% corresponderam a parda, seguidos por branca com 20,46%, preta com 14,68%, amarela com 0,56%, indígena com 0,15% e não há informação em 9,00% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,38%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,38%).

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.563 casos de covid-19 (taxa de crescimento de +0,7%) e 3.635 recuperados (+0,6%). Dos 674.384 casos confirmados desde o início da pandemia, 642.921 já são considerados recuperados e 19.838 encontram-se ativos. Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.028.342 casos descartados e 158.301 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira (26). Na Bahia, 42.501 profissionais da saúde foram confirmados para covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação
Com 430.630 vacinados contra o coronavírus (covid-19), dos quais 96.081 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta sexta. A Bahia é um dos estados do país com o maior número de imunizados. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses. O Ministério da Saúde emitiu uma nota que autoriza a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5ml de um único frasco-ampola. Desta forma, poderá ser observado que alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100%. As informações são de assessoria.

Pular para a barra de ferramentas