Jornal da Chapada

“Defendo uma frente global com Lula contra a covid-19”, diz Suíca após decisão do STF

Sobre a eleição em 2022, mesmo considerando “muito cedo para tratar do assunto”, o vereador soteropolitano voltou a defender a pré-candidatura de Lula.

O vereador de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT-BA), se pronunciou um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir pela anulação das condenações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no âmbito da Operação ‘Lava-Jato’, e defendeu a criação de uma frente política internacional para frear a pandemia e o caos socioeconômico que o planeta mergulhou. Nesta sexta-feira (16), Suíca explicou que Lula tem abertura com diferentes líderes mundiais e que um grupo de trabalho para gerenciar a situação de forma global seria o mais correto neste momento de caos.

“Todos os dias os números sobem. Estamos entregues à própria sorte. Não existe interação com as nações. Bolsonaro travou o país, precisamos criar alternativas. E foi o que o STF sinalizou. Lula foi preso injustamente em um conluio que contou com parte de setores do judiciário e da imprensa. Moro, que foi ministro de Bolsonaro, foi quem tirou Lula da disputa em 2018. Então, a defesa agora é de um governo popular, sem amarras para a reconstrução de um Estado com o foco no bem-estar das famílias mais pobres. E defendo uma frente global com Lula liderando um bloco de países contra a covid-19”, sintetiza Suíca.

Sobre a eleição em 2022, mesmo considerando “muito cedo para tratar do assunto”, o vereador soteropolitano voltou a defender a pré-candidatura de Lula. Para Suíca, o PT deve atuar com os movimentos sociais e sindicais e com as frentes em defesa da soberania e da democracia para retornar ao poder. “Tenho certeza de que o primeiro passo já foi dado com essa decisão do STF. E com os direitos políticos plenos, Lula não só vai ajudar a reconstruir o país como vai fazer dele ainda maior do que pode ser. Temos os mesmos ideais e vamos para o embate como sempre fizemos. Não vamos deixar o bolsonarismo crescer, dessa vez cortaremos pela raiz”, completa. As informações são de assessoria.

Pular para a barra de ferramentas