Jornal da Chapada

#Polêmica: Bolsonaro posa para foto ao lado de ministros com placa escrita ‘CPF cancelado’

A expressão 'CPF cancelado' é uma referência aos bandidos mortos pela polícia. Sikera Jr. é conhecido por comemorar dançando as notícias sobre morte de criminosos.

Na última sexta-feira (23), nos bastidores do programa de Sikêra Jr., da TV “A Crítica”, de Manaus, o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) posou sorrindo para uma foto na qual segura uma placa em que está escrito ‘CPF cancelado’. A imagem ‘bombou’ nas redes sociais e foi um dos assuntos mais comentados na manhã deste domingo (25) no Twitter.

A expressão ‘CPF cancelado’ é uma referência aos bandidos mortos pela polícia. Sikera Jr. é conhecido por comemorar dançando as notícias sobre morte de criminosos. Na foto que viralizou neste fim de semana, Bolsonaro aparece ao lado dos ministros Milton Ribeiro (Educação), Gilson Machado (Turismo) e João Roma (Cidadania).

Em 21 de setembro do ano passado, no dia em que Flávio Bolsonaro faltou à acareação com o empresário Paulo Marinho, o senador também participou do programa de Sikêra Jr. e exibiu o mesmo cartaz. Enquanto isso, o Brasil registra mais 3.076 mortes covid-19 nas últimas 24 horas e chegou a um total de 389.492 vítimas fatais do vírus, neste domingo o número já passava de 390 mil. Este é o 96º dia consecutivo com média móvel acima de mil. Desde o dia 17 de março o índice se mantém acima de 2 mil mortes por covid.

O deputado federal Tulio Gadelha (PDT-PE) criticou a postura do presidente Bolsonaro e questionou se placa faz alusão aos grupos de extermínio ou “se a placa alude à morte de 386 mil brasileiros na pandemia”. Túlio fez o comentário no último sábado (24), quando os dados pandêmicos apontavam para esse número de óbitos citado pelo parlamentar. Jornal da Chapada com dados do Antagonista e da Revista Fórum.

Pular para a barra de ferramentas