Jornal da Chapada

#Vídeo: Ataque israelense derruba prédio dos meios de comunicação Al Jazeera e Associated Press

O diretor-geral da Al Jazeera afirmou que o ataque é "bárbaro" e que o "objetivo é silenciar a mídia e ocultar a carnificina e o sofrimento do povo de Gaza".

Um ataque israelense realizado neste sábado (15) derrubou um prédio de 12 andares na Faixa de Gaza que abrigava os escritórios da Associated Press (AP), dos Estados Unidos, e da emissora Al Jazeera, do Catar. Um jornalista palestino ficou ferido no ataque.

O proprietário do edifício, Jawadi Mehdi, revelou que um oficial da inteligência israelense o avisou antes do ataque e que ele tinha uma hora para evacuar o prédio. Medi pediu 10 minutos para que os jornalistas pudessem pegar os seus equipamentos, mas não houve acordo.

Como justificativa para o ataque, o Exército Israelense declarou que equipamentos militares do Hamas estavam na torre atingida por seus caças.

A rede de televisão Al Jazeera, por meio de suas redes, confirmou que seus escritórios ficavam no prédio e acusou o governo israelense de querer silenciar a imprensa.

“É claro que foi decidido não apenas causar destruição e mortes, mas também silenciar aqueles que são testemunhas”, declarou à AFP Walid Al-Omari, chefe do escritório da Al Jazeera em Israel e nos territórios Palestinos.

O diretor geral interino da Al JAzeera, Mostefa Souag, afirmou que o ataque é “bárbaro” e que o “objetivo deste crime hediondo é silenciar a mídia e ocultar a carnificina e o sofrimento do povo de Gaza”. A redação é da Revista Fórum.

Pular para a barra de ferramentas