Jornal da Chapada

#Chapada: Empresário Ivo Borré, proprietário da Fazenda Progresso, morre em hospital de São Paulo

Direção da fazenda e prefeitura de Mucugê emitiram nota de pesar pelo falecimento do produtor

Um dos grandes empresários da região chapadeira e produtor rural, Ivo Borré, morreu nesta terça-feira (16) aos 63 anos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava internado para tratamento contra um câncer.

Nascido em Porto Xavier (RS) e sendo morador de Mucugê, na Chapada Diamantina, ele veio para a Bahia em 1984, onde fundou a Fazenda Progresso, que fica entre os municípios de Mucugê e Ibicoara, também na Chapada Diamantina.

Logo de início, Borré apostou nas plantações de trigo e soja, mas posteriormente iniciou o cultivo de batatas, que prosperou e colocou a Bahia em grande evidência na produção.

O sucesso fez com que o agricultor ampliasse o negócio, passando a produzir também tomate, cebola, café e, inclusive, uva para a produção de vinho. No ano de 2017, ele recebeu da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) o título de cidadão baiano.

A morte do empresário também foi lamentada pela prefeitura de Mucugê | FOTO: Divulgação |

O ex-secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, lamentou o falecimento do empresário. “Nesta tarde, partiu para brilhar lá no Céu, Seu Ivo Borré. Grande visionário que abraçou a Bahia, ainda na década de 80 e hoje é essa potência da Fazenda Progresso. Meus sentimentos aos familiares”, disse, em suas redes sociais.

A direção da Fazenda Progresso também divulgou uma nota de pesar: “Todo nós sentimos muita falta deste homem que nos deixa um precioso legado profissional, além de grande exemplo de vida”, pontuou.

“Em virtude do ocorrido, cumprimos luto oficial nos próximos três dias. Durante esse período, o expediente da empresa estará suspenso e serão mantidas apenas as atividades essenciais”, informou em nota.

A morte do empresário também foi lamentada pela prefeitura de Mucugê, que também decretou luto oficial de três dias. “Empresário teve grande destaque no cenário local e internacional como produtor rural, se sobressaindo como grande investidor do agronegócio que resultou no desenvolvimento de nossa cidade com geração de empregos e aquecimento da economia local”, ressalta.

O funeral do produtor rural está marcado para ocorrer nesta quarta-feira (16), em Mucugê. Ele deixa esposa, filhos e netos.

Jornal da Chapada

Pular para a barra de ferramentas