Jornal da Chapada

#Brasil: Queiroga testa positivo para covid-19 e diz que permanecerá em quarentena nos EUA; “Seguindo todos os protocolos”

Ministro da Saúde integrava comitiva que embarcou com o presidente Jair Bolsonaro para 76ª Assembleia Geral da ONU.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para covid-19 na noite de terça-feira (21). Ele contou que permanecerá em quarentena por 14 dias em Nova York, nos Estados Unidos, seguindo todos os protocolos. Logo, o secretário-executivo da pasta, Rodrigo Cruz, responderá pelo ministério como ministro substituto.

“Comunico a todos que hoje testei positivo para #Covid19. Ficarei em quarentena nos #EUA, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária”, disse o titular da pasta de Saúde nas redes sociais. De acordo com nota da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Queiroga passa bem.

Queiroga é o segundo integrante da delegação do presidente Jair Bolsonaro a ser diagnosticado com Covid-19. O chefe do Executivo está em Nova York para participar da 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

O primeiro caso positivo na comitiva foi de um funcionário, que não teve identidade e função confirmadas, mas faz parte do intitulado escalão avançado, ou seja, que chega primeiro nos destinos de visitas oficiais internacionais, para cuidar dos preparativos. Conforme apuração do O GLOBO, trata-se de um diplomata que está cedido desde outubro do ano passado ao Palácio do Planalto.

Imunizado com as duas doses da vacina contra covid-19, o ministro recebeu o diagnóstico após fazer um teste para retornar ao Brasil. Ele ficará em isolamento no mesmo hotel onde estava a comitiva brasileira.

Demais testaram negativo
Em nota, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República informou que os demais integrantes da comitiva brasileira foram submetidos a testes e todos resultaram negativo para o vírus.

Comitiva do governo Bolsonaro em Nova York | FOTO: Reprodução/Instagram |

Polêmica
Na segunda-feira (20), Queiroga apareceu em um vídeo respondendo com gesto obsceno a um protesto de brasileiros na cidade de Nova York. Na ocasião, ele estava na cidade com outros membros da comitiva.

Comitiva de 2020
Esta é a segunda vez que uma comitiva que acompanha Bolsonaro nos Estados Unidos registra casos de covid-19. Em 2020, três integrantes do grupo testaram positivo para o coronavírus: o secretário de Comunicação Social da Presidência, Fábio Wanjgarten, o senador Nelsinho Trad e o embaixador Nestor Forster. Jornal da Chapada com informações de G1 e O Globo.

Pular para a barra de ferramentas