Jornal da Chapada

#Bahia: Indústria São Braz deve gerar 1,5 mil empregos no município de Conceição do Jacuípe

A empresa já tem outras duas unidades, uma em São Paulo e outra na Paraíba | FOTO: Divulgação/São Braz |

A Indústria São Braz vai investir R$ 136 milhões na implantação de unidade industrial no município baiano de Conceição do Jacuípe, onde prevê gerar 1,5 mil empregos. A unidade vai fabricar flocão, farelo gérmen de milho, snacks de milho, colorífico e temperos. O protocolo de intenções foi assinado com o Governo do Estado, por meio da Secretária de Desenvolvimento Econômico (SDE), na última semana. De acordo com a empresa, as obras da fábrica já foram iniciadas e a fase operacional deve começar em fevereiro de 2024.

“É mais uma indústria que chega à Bahia e faz com que o Estado fortaleça ainda mais o segmento alimentício. O governo tem trabalho intensamente na atração de investimentos, em especial na interiorização deles, que reflete na geração de empregos locais e no fomento da economia baiana”, destaca o Secretário de Desenvolvimento Econômico, José Nunes.

De acordo com o diretor Administrativo e Financeiro da São Braz, Rosenvaldo de Melo Costa, na Bahia serão criados 1,5 empregos entre diretos e indiretos. A empresa já tem outras duas unidades, uma em São Paulo e outra na Paraíba. Além disso, possui uma filial atacadista em Salvador, que distribui os produtos dentro do estado.

“A Bahia está em uma localização estratégica para o nosso negócio. Ela produz matéria-prima in natura para os nossos alimentos e é também um mercado consumidor dos nossos produtos industrializados. Assim, do ponto de vista da logística, é bastante interessante para nós. Vamos comprar matéria-prima dentro do estado e vender o produto industrializado na mesma região, valorizando a agricultura local e gerando emprego e renda para a população do munícipio de Conceição do Jacuípe, onde o empreendimento será instalado”, diz Costa.

Ainda de acordo com o diretor Administrativo e Financeiro, a capacidade de produção da fábrica será de 4,4 milhões de fardos de 15 kg por ano de farinha de milho, 6, 6 mil toneladas por ano de snacks de milho, temperos e colorífico e 891 mil sacas de 40 kg por ano de farelos de milho. Com informações de assessoria.

Pular para a barra de ferramentas