Jornal da Chapada

#Chapada: Comunidades quilombolas têm modo de vida tradicional afetado pela atuação de mineradora inglesa em Piatã

Na mina de ferro da localidade de ‘Mocó’ e ‘Bocaina’, há a mineradora inglesa Brazil Iron, fundada na região em 2011 | FOTO: Fernando Martinho |

O modo de vida tradicional dos quilombolas de Piatã vem sendo afetado pela atuação da mineradora inglesa ‘Brazil Iron’. Conforme a população, a mineração vem rachando casas, matando roças e afetando a vida de todos das comunidades ‘Bocaína’ e ‘Mocó’, vizinhas ao empreendimento. Os populares ainda convivem com a poeira, contaminação da água e com as explosões.

No fim do mês de abril, a mineradora havia sido interditada temporariamente pelo Instituto do Meio Ambiente e Recurso Hídricos (Inema), por ao menos 15 irregularidades. Contudo, as atividades da mineradora serão retomadas nesta quarta-feira (18), após reunião da gestão com técnicos do órgão.

Na época da interdição, as duas comunidades quilombolas comemoraram. Segundo eles, a interdição era para ter ocorrido antes. A empresa mineradora estima um prejuízo de R$ 200 mil para cada dia sem a realização de atividades. Confira a reportagem completa do Repórter Brasil clicando aqui. Jornal da Chapada com informações de Repórter Brasil.

Pular para a barra de ferramentas