Jornal da Chapada

#Chapada: Agentes de saúde do Hospital Regional de Irecê promovem abraço simbólico em defesa da Obras Sociais Irmã Dulce

Esse abraço gigante contará com a participação de colaboradores e pacientes do hospital, além de religiosos e demais parceiros do complexo | FOTO: Reprodução |

Com o objetivo de alertar a sociedade sobre a mais grave crise financeira que ameaça a continuidade dos serviços prestados pelas Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), os profissionais do Hospital Regional de Irecê, na Chapada Diamantina, vão promover um abraço simbólico em torno da unidade de saúde, nesta quinta-feira (26), às 8h15 (concentração às 7h30, na entrada da recepção principal do hospital).

Esse abraço gigante contará com a participação de colaboradores e pacientes do hospital, além de religiosos e demais parceiros do complexo. O ato também marca o dia do aniversário de 63 anos de fundação da OSID e do nascimento de Santa Dulce dos Pobres. Além do abraço simbólico, vai ocorrer o badalar do sino na Catedral Bom Pastor, às 8h, e ao longo do dia um momento de oração e visita musical pelos setores da unidade hospitalar.

“Todos estão convidados para este abraço que simboliza o amor pela instituição fundada por Irmã Dulce há 63 anos, acolhendo o pobre, o doente e o mais necessitado. A OSID está passando por uma crise financeira sem precedentes em toda sua história, ameaçando a continuidade dos atendimentos prestados a 2,9 milhões de pessoas por ano na Bahia”, pontua Ingrid Rafaelly Correia, líder geral do Hospital Regional de Irecê.

Crise financeira
A instituição da Santa Dulce dos Pobres vive hoje a pior crise financeira da sua história, com um déficit operacional de R$ 24 milhões, valor que ainda pode ser acrescido em R$ 20 milhões até o final de 2022 – resultando em um déficit acumulado de R$ 44 milhões. O delicado momento é resultado do subfinanciamento do SUS, cujo contrato não é reajustado há 5 anos – cenário esse agravado pela pandemia do Coronavírus e pelo avanço da inflação nos preços dos insumos, como material hospitalar e medicamentos.

Para tentar amenizar tal situação, no último mês de fevereiro foi solicitado um aporte financeiro urgencial ao Ministério da Saúde, mas até hoje não houve uma resposta positiva. “Até o momento, não obtivemos nenhum retorno favorável do Governo Federal em relação ao aporte financeiro solicitado para a cobertura do déficit do contrato da OSID”, afirma a gestora de Saúde da instituição, Lucrécia Savernini.

Campanhas
Diante da situação crítica que a OSID vem atravessando, foi lançada, no mês de abril, com a participação de diversos artistas baianos, a campanha “Um Milhão de Amigos Para Santa Dulce”. A iniciativa tem como objetivo convidar toda a sociedade a contribuir mensalmente com a manutenção do trabalho social prestado pela instituição do Anjo Bom do Brasil – entidade que acolhe pacientes oncológicos, idosos, pessoas com deficiência e com deformidades craniofaciais, pessoas em situação de rua, usuários de substâncias psicoativas, crianças e adolescentes em risco social, entre outros públicos. As doações para a campanha em ajuda às Obras Sociais já podem ser feitas, a partir de R$ 10, através do PIX amigos@irmadulce.org.br, ou pelo site www.1milhaodeamigossantadulce.org.br.

Também é possível ajudar a instituição doando através da conta de energia, a partir de uma parceria entre a OSID e a Neoenergia Coelba. O cliente que desejar fazer uma doação mensal para a entidade deve entrar em contato com a Central de Relacionamento com o Doador (CRD) das Obras, através do telefone (71) 3316-8899, e fornecer o número da conta contrato de sua residência. Além desta forma, os captadores da instituição também entrarão em contato de modo proativo com as pessoas por telefone, oferecendo as doações mensais na fatura de energia. As doações serão inseridas nas faturas, sinalizando o valor que o cliente se dispôs a doar mensalmente.

A Neoenergia Coelba disponibilizará ainda os postos fixos do Projeto Vale Luz para receber a ficha de inscrição do consumidor que queira se tornar doador. São nove postos espalhados em Salvador e na Região Metropolitana, inclusive em shoppings da cidade, como o Shopping Barra, Salvador Norte Shopping e Salvador Shopping. Os demais podem ser consultados no site da distribuidora.

A OSID hoje
Uma das mais respeitadas instituições filantrópicas do Brasil, a OSID responde atualmente por números expressivos de atendimento junto à população:
– 3,5 milhões de procedimentos ambulatoriais por ano na Bahia;
– 2,9 milhões de pessoas acolhidas por ano no estado;
– 23 mil cirurgias e 43 mil internamentos realizados anualmente na Bahia;
– 2,1 milhões de refeições servidas por ano para os pacientes;
– 954 leitos hospitalares somente na sede da OSID, em Salvador. Com informações de assessoria.

Pular para a barra de ferramentas