Inidoneidade de empresas envolvidas na Lava Jato “estará sob análise”, diz Temer

Postado em nov 17 2014 - 6:15pm por Jornal da Chapada
Presidente da República em exercício, Michel Temer |FOTO: Divulgação|

Presidente da República em exercício, Michel Temer |FOTO: Divulgação|

O presidente da República em exercício, Michel Temer, disse que o governo está “tranquilíssimo” com as investigações da Polícia Federal (PF) – Operação Lava Jato – de irregularidades envolvendo a Petrobras e o superfaturamento de contratos com empreiteiras brasileiras para o pagamento de propina a políticos. “Não [estou] apenas tranquilo como incentivando as investigações”, disse, citando os trabalhos que vêm sendo feito pela PF, pelo Ministério Público da União e pelo Congresso, por meio das comissões parlamentares de inquérito.

Segundo ele, a possível declaração de inidoneidade dessas empresas, que acarretaria em proibição de novos contratos, “estará sob análise”. Temer frisou, no entanto, que é necessário distinguir os atos das pessoas envolvidas em corrupção das execuções dos empreendimentos. O presidente em exercício acrescentou que pode haver uma repactuação dos atuais contratos para que “eventuais exageros” sejam eliminados.

“Acho, e tenho feito distinção entre diretores, presidentes de estatais, de empreiteiras, enfim, órgãos da iniciativa privada, e a atuação da obra propriamente dita”, destacou Michel Temer depois de participar do lançamento do Pacto pela Boa Governança, promovido pelo Tribunal de Contas da União.

O presidente considerou que a opinião de que “[a] eventual inidoneidade [das empresas citadas na Lava Jato] se dê em relação ao futuro e não em relação ao contrato atualmente existente”. Temer disse, ainda, que não há, entre os envolvidos, “nenhuma relação com o PMDB”. Extraído da Agência Brasil.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.