Vídeo: Mais de 1,5 mil casas são afetadas por tornado no interior do Paraná

Postado em nov 20 2015 - 2:20pm por Jornal da Chapada
foto5

A Defesa Civil do Paraná informa que está contribuindo para a contabilização dos danos e avaliação dos danos decorrentes do evento | FOTO: Reprodução |

A cidade de Marechal Cândido Rondon, no interior do Paraná, está contabilizando os prejuízos do tornado que afetou a cidade por cerca de dez minutos na tarde de ontem (quinta-feira). Uma força-tarefa de policiais, oficiais do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil e voluntários estão fazendo um levantamento para que a cidade possa decretar Estado de Emergência. Nesse caso, os cidadãos podem usar o FGTS nas casas atingidas e a cidade contaria com recursos estaduais e federais em sua reconstrução. Balanço preliminar mostra que 1,5 mil residências e 200 empresas foram atingidas, deixando cerca de 25 feridos. Apenas uma pessoa está em estado grave e passa por exames complementares em um hospital de Toledo, mas não corre risco de morte.

Segundo informações da prefeitura, as ruas já foram liberadas e a cidade tenta retomar sua rotina. Contudo, a água nas regiões afetadas só deve ser restabelecida a partir das 16 horas desta sexta-feira e parte das áreas mais afetadas segue sem luz. De acordo com a Copel, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica no estado, 150 postes tombaram ou foram quebrados no trajeto percorrido pelo tornado e cerca de 6 mil pessoas ainda estão sem energia. A previsão é de que, em alguns bairros, sejam necessários até sete dias para a situação voltar à normalidade, conforme a prefeitura.

A Defesa Civil do Paraná informa que está contribuindo para a contabilização dos danos e avaliação dos danos decorrentes do evento. “Além disso, estamos apoiando na distribuição de lonas, telhas e assistência social para as pessoas que perderam aquilo que tinham”, explica o capitão Eduardo Gomes Pinheiro, da coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná. O trabalho, segundo Pinheiro, ganha ainda mais importância em função da necessidade de emitir novos alertas em razão da situação climática das regiões Oeste e Sudoeste do Paraná. As informações são do Portal UOL.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.