Jornal da Chapada

Lista oficial de eleitos à Assembleia baiana é esperada com expectativa

O DEM mantém a alegação de que o TRE-BA errou os cálculos e prejudicou a legenda | FOTO: Reprodução |

È aguardada com muita expectativa no meio político, principalmente entre as lideranças do DEM, do PMDB e do PRP, a definição final da lista de eleitos a deputados, que deverá ser divulgada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) apenas no dia 4 de novembro. O DEM mantém a alegação de que o TRE-BA errou os cálculos e prejudicou a legenda, que elegeu 23 parlamentares, mas teria direito a mais uma vaga, levando à uma cadeira na Assembleia Legislativa o candidato Antônio Elinaldo (DEM). Elinaldo teve 36.278 votos, mas sua posição na coligação Unidos por uma Bahia Melhor, de 24º, pode cair para a 25ª colocação dentro do grupo caso o candidato Herzem Gusmão (PMDB) apareça na lista a ser divulgada pelo TRE.

Na última semana, Gusmão comemorou a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que suspendeu a decisão da corte eleitoral baiana de negar o registro da sua candidatura. Ele obteve 40.876 votos nas eleições. O peemedebista responde a processos por uso indevidos dos meios de comunicação nas eleições de 2012, quando disputou para ser prefeito de Vitória da Conquista. A ação pediu a cassação dos seus direitos políticos por oito anos, impugnando o registro de sua candidatura neste ano.

Caso a decisão do TSE seja mantida, o candidato, que é radialista e exerce a profissão desde 1968, poderá assumir uma cadeira na Assembleia e elevará o número de deputados da coligação Unidos Por uma Bahia Melhor de 23 para 24 eleitos. Também nessa expectativa do resultado da análise pela Justiça Federal, está o candidato a deputado estadual Jânio Natal (PRP). Apesar dos 39 mil votos que o elegeram, ele está com a candidatura sub-judice por ter sido enquadrado na lei de ficha-limpa, após ter duas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Município (TCM) durante sua gestão à frente da prefeitura de Porto Seguro.

O nome dele está entre os 16 que a Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA) recorreu ao Superior Tribunal Eleitoral (TSE) contra os registros de candidaturas impugnadas por inelegibilidade decorrente de contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) ou dos Municípios (TCM). A Procuradoria recorreu ao TSE contra o registro das candidaturas de Carlos Augusto Silveira Sobral, Carlos Caraíbas de Souza, Carlos Robson Rodrigues da Silva, Cecília Petrina de Carvalho, Hermenilson Ferreira Carvalho, Hildécio Meireles, Jânio Natal, Joaquim Belarmino Cardoso Neto, José Luciano Santos Ribeiro, José Nilton Azevedo Leal, José Raimundo, Joseildo Ramos, Jusmari Oliveira, Luiz Caetano, Moema Gramacho e Severiano Alves.

Com base na Lei da Ficha Limpa, a PRE-BA também conseguiu barrar os pedidos de candidatura dos candidatos a deputado federal Adalberto Lélis Filho (Beto Lélis) e José Carlos de Jesus Rodrigues (Zé Carlos da Pesca), além do candidato a deputado estadual Silvio José Santana Santos, o Silvio Ataliba. O resultado das análises das ações contra Janio Natal e Hildécio, também podem, novamente, mudar as vagas na Alba. Em nota, a corte eleitoral baiana reafirmou que o resultado definitivo do pleito de 2014 será oficialmente conhecido no próximo dia 4 de novembro. “A proclamação será realizada após a lavratura da Ata Geral da Eleição, que deverá será assinada pelos membros do TRE-BA na penúltima semana de outubro.

No documento, constarão os dados consignados no relatório geral de apuração”, afirmou a nota. A diplomação dos eleitos foi marcada para o próximo dia 15 de dezembro em sessão solene no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador. Vitorioso – Quem comemora também a vitória de uma batalha é o candidato a deputado estadual José Robério Batista de Oliveira (PSD), ex-prefeito de Eunápolis. O TSE decidiu favoravelmente o registro de sua candidatura que, consequentemente o sagra deputado estadual. Extraído da Tribuna da Bahia.

Pular para a barra de ferramentas