Jornal da Chapada

#Educação: Aulas gratuitas sobre dificuldades de aprendizagem

Clay e Luciana Brites são os idealizadores do projeto Neuro Saber | FOTO: Divulgação |

Ajudar pais e profissionais da educação a lidar com as dificuldades de aprendizagem das crianças, essa é a proposta da 1º Jornada Neuro Saber. Online e totalmente gratuito, o evento vai acontecer dos dias 26 a 30 de setembro. Com vagas limitadas, para participar basta entrar no site (http://jornada.neurosaber.com.br/) e se cadastrar. Durante a programação, o público vai entender o processo de aprendizagem de forma integral com o enfoque em fatores determinantes como o aspecto ambiental, genético, neurológico, psicológico, pedagógico entre outros.

Também será mostrado como realizar métodos e análises criteriosas com o objetivo de identificar o nível de dificuldade de absorção de um conteúdo para saber, por exemplo, se o problema da criança é proveniente de um transtorno ou da imaturidade. Segundo o neuropediatra Dr. Clay Brites, um dos fundadores do projeto Neuro Saber, a família nunca deve entrar em pânico caso os filhos apresentem dificuldades na escola ou descubra que tenha algum transtorno. “Primeiro de tudo, é preciso compreender o que está acontecendo e ajudá-los no que for preciso para superar”.

Para o especialista, todos os estudantes precisam do suporte dos pais e de professores capacitados. Caso contrário, o jovemficará exposto injustamente e precocemente a um risco de reprovação, delinquência, evasão escolar e até bullying. “Por isso, é importante conhecer o funcionamento do cérebro, principalmente das crianças. E esse será o tema central da Jornada Neuro Saber”, ressalta.

A psicomotricista, e também fundadora do projeto, Luciana Brites reforça que para ajudar os filhos a superar uma dificuldade provocada por um transtorno, por exemplo, é necessário entender quais áreas do cérebro devem ser trabalhadas. “Quando se compreende o funcionamento neurocognitivo é possível desenvolver formas e métodos para poder trabalhar a dificuldade de maneira individualizada. Isso faz toda a diferença no momento em que se se busca meios de intervenções mais eficazes, pois cada um reage de uma forma. Somente assim para as crianças terem sucesso na escola”, diz.