Jornal da Chapada

#Salvador: Ufba realiza 2º Festival de Violão Cristina Tourinho até sábado

O evento é de caráter artístico, acadêmico e de extensão | FOTO: Reprodução |

Acontece nestas sexta (2) e sábado (3) a segunda edição do Festival de Violão Cristina Tourinho, uma realização da UFBA, com apoio do Governo do Estado da Bahia e IPAC, através do Museu de Arte da Bahia, além do Instituto Federal da Bahia, com direção artística do violonista e produtor Vladimir Bomfim e do Prof. Dr. Robson Barreto. O evento de caráter artístico, acadêmico e de extensão, mesclando encontros artísticos, palestras, recitais, workshop e concertos, convertendo-se na mais nova ferramenta de fomento às produções violonísticas da Bahia, com entrada franca. O festival principiou suas atividades formativas quinta-feira (1º) última, na Escola de Música (EMUS) da UFBa (Canela), com duas palestras.

A primeira foi sobre “Direito Autoral na Música e Reflexões sobre a (des) importância da OMB”, e foi proferida por de Rodrigo Morais. A segunda focou o “Ensino Coletivo de Violão: retrospectiva dos últimos dez anos no Brasil”, e foi dada por Marcelo Brazil. Em seguida, o público desfrutou o recital de Diego Esteves e Afonso Celso, prenunciando o Concerto de Abertura do Festival, que coube ao multi-instrumentista, regente e compositor João Omar, que, no Museu de Arte da Bahia (MAB), lançou seu mais novo CD, “Ao Sertano”, com peças para violão de Elomar Figueira Mello.

Ana Cristina Tourinho FOTO: Reprodução/Emus Ufba |

Um encontro com João Omar tomará lugar nesta sexta-feira, na EMUS, das 14 às 15:40h, na sala 102, e das 16 às 17h, Diego Samarcos e Lierbeth Prata oferecerão um recital. A programação do dia se encerra com a apresentação do virtuose violonista Mario Ulloa, na Igreja do IFBA (Canela), às 19h.

Encontros inéditos e confraternizações ficaram reservados para o terceiro e último dia do evento, além do Workshop de Técnica Instrumental Aplicada à Música de Câmara, de 10 às 12h, à sala 102 da EMUS, e do aguardado Concerto de Encerramento do Festival, programado para as 16h do sábado, no MAB, quando os jovens da surpreendente Orquestra de Cordas Dedilhadas NEOJIBA dividirão o palco com a impressionante Orquestra de Violões da UFBA, descortinando um programa de Caymmi a Ivan Bastos, de Antônio Vivaldi a Villa-Lobos, sob a regência de Vladimir Bomfim e convidados especiais.

Sobre a Homenageada
Pesquisadora, instrumentista e docente na UFBA desde a década de 80, reconhecida no Brasil e fora dele, Cristina Tourinho tem atuado de maneira intensa e inovadora na pesquisa sobre a pedagogia no ensino de música e do violão, com uma atenção especial para o ensino coletivo e o ensino à distância. É convidada regularmente como palestrante em Festivais de diversos países e é banca examinadoras das principais instituições do Brasil. Com informações de Assessoria.

Pular para a barra de ferramentas