Jornal da Chapada

Chapada: Começa exibição de filmes baianos pelo Cineclube Fruto do Mato em Lençóis

foto
A população da cidade e os turistas que visitam a região vão ter a oportunidade de conhecer obras de cineastas consagrados do cinema baiano | FOTO: Reprodução |

A Grande Feira, dirigido por Roberto Pires na década de 60, dá início às exibições promovidas pelo Cineclube Fruto do Mato, em Lençóis, na Chapada Diamantina, nesta terça-feira (7), às 19h30. Os mais importantes e premiados filmes baianos serão exibidos gratuitamente, todas as terças-feiras até julho. A população da cidade e os turistas que visitam a região vão ter a oportunidade de conhecer obras de cineastas consagrados do cinema baiano, como Glauber Rocha e Edgar Navarro, e também dos novos diretores que fazem parte do cinema contemporâneo da Bahia.

A programação será alternada entre o Teatro de Arena de Lençóis e as escolas públicas da zona urbana e rural. Ao todo, serão 26 exibições de filmes de longa, média e curta-metragem. Além de A Grande Feira, outro clássico que compõem o cinema baiano: “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, de Glauber Rocha. O cineclube exibe ainda filmes mais recentes realizados na Bahia, como “Capitães de Areia”, de Cecília Amado, e “Filhos de João, o admirável mundo dos novos baianos”, de Henrique Dantas.

Leia também
Chapada: Cineclube com exibição de filmes baianos estreia em Lençóis

Para a produtora executiva do cineclube, Renata Matos, o objetivo é formar um público interessado em cinema não apenas como objeto de entretenimento e diversão. “Mais do que nunca, precisamos entender o cinema como ferramenta de educação e consciência crítica, por isso, ao final de todas as sessões, teremos debates entre o público e os cineastas convidados”, disse a produtora. Segundo ela, o contato do público com os profissionais do audiovisual busca desfazer a distância entre o fazer artístico e a plateia.

“Existem muitos moradores de Lençóis que nunca tiveram a experiência de ir ao cinema, porque a cidade hoje não possui uma sala de exibição ativa”, afirma o cineasta Juca Badaró, responsável pela curadoria dos filmes que serão exibidos no cineclube. Para ele, a criação do Cineclube Fruto do Mato vai permitir que o cinema chegue tanto para a população local quanto para os turistas que visitam a região. “Cinema é para todos. Vamos estimular os participantes a refletir sobre os filmes e contextualizá-los com a atual situação política e social da Bahia e do Brasil”, disse o cineasta.

O Filme
Em Salvador, comerciantes da feira de Água dos Meninos, inquietos com a tentativa do governo de mudá-los para outro local, tentam negociar, como o sindicalista Neco, enquanto outros querem partir para a violência. O Cineclube Fruto do Mato é um projeto aprovado pelo Fundo de Cultura da Bahia, da Secretaria de Cultura do Estado, em parceria com o Ponto de Cultura Grãos de Luz e Griô, sediado na cidade de Lençóis.

A iniciativa tem ainda o apoio da Diretoria de Audiovisual do Estado da Bahia (DIMAS). A participação do público é gratuita e os interessados em assistir aos filmes podem se dirigir até a sede do Griô, no centro de Lençóis, ou fazer a inscrição pela internet, através da página do cineclube nas redes sociais.

Pular para a barra de ferramentas