Jornal da Chapada

Chapada: Novo Horizonte se destaca entre os municípios baianos com diferenciado projeto de educação

Educadores, coordenadores e gestores da Rede Municipal de Educação se reuniram na última sexta-feira, dia 13 de dezembro, para elaborar o Projeto Político Pedagógico e a proposta curricular das unidades escolares do ano letivo de 2020.

Durante o ano letivo de 2019, estudantes e profissionais da Educação do município de Novo Horizonte vivenciaram uma verdadeira revolução em suas bases e diretrizes. Contando com um projeto de educação diferenciado, a Rede Municipal de Educação assumiu e cumpriu o compromisso de empreender ações concretas, no cumprimento da sua missão de assegurar educação de qualidade para as crianças e adolescentes que integram a sua Rede, englobando saberes que garantam a sustentabilidade do planeta e a concretização dos direitos humanos, entre outros propósitos correlatos. E para fechar o ano com chave de ouro, educadores, coordenadores e gestores da Rede Municipal de Educação se reuniram na última sexta-feira, dia 13 de dezembro, para elaborar o Projeto Político Pedagógico e a proposta curricular das unidades escolares do ano letivo de 2020.

Construído de forma colaborativa, sob a coordenação da Prose7e, o projeto de educação engloba os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), pactuados na Agenda 2030 pelos países membros das Nações Unidas (ONU) e que vem ganhando amplitude mundial, à medida em que é incorporado em importantes projetos das mais diversas áreas do conhecimento. Assim, durante todo o ano letivo de 2019, as unidades escolares da Rede Municipal de Educação de Novo Horizonte já incorporaram este conteúdo no desenvolvimento dos seus currículos e práticas pedagógicas, ganhando amplitude ainda maior a partir de maio, quando aconteceu a assinatura oficial de adesão aos ODS, com a presença de prefeitos das cidades vizinhas, representantes de importantes instituições como a Cooperativa Garimpeiros Novo Horizonte e a Agência Nacional de Mineração, além de Eduardo Athayde, diretor do WWI-Worldwatch Institute no Brasil.

Localizado na região da Chapada Diamantina da Bahia e conhecido por suas riquezas minerais como o cristal de rocha, barita, quartzo rutilado, ferro e ouro, além de ser um dos maiores produtores de alho do Nordeste, o município de Novo Horizonte vem buscando, na prática, o fortalecimento da economia local, a preservação dos recursos naturais e a sustentabilidade ambiental, bem como a erradicação da pobreza, geração de emprego e renda e melhoria da qualidade de vida das pessoas.

“A partir do momento que municípios integram uma rede internacional, dentro da visão da economia digital que nós vivemos hoje, com a velocidade do conhecimento, ele deixa de ser um município do interior de qualquer ponto, nesse caso do interior da Bahia, e passa a ser um ponto do planeta. Aderindo aos ODS, Novo Horizonte passa a conversar com municípios de todo o mundo, numa linguagem internacional, com uma senha internacional, e isso é muito importante porque abre o canal para receber novos conhecimentos, dialogando com outras inteligências do mundo inteiro”, pontua Eduardo Athayde.

“Os resultados já obtidos são animadores e estamos confiantes de tudo de positivo que vem pela frente para que possamos continuar trabalhando pela nossa gente”, pontua o prefeito Djalma Abreu dos Anjos, que também é professor, licenciado em Matemática, que assumiu como ação estratégica de seu governo, a necessidade de um Projeto de Educação amplo e diferenciado para a Rede Municipal de Ensino de Novo Horizonte.

“Novo Horizonte está empenhada e comprometida com os resultados em favor sustentabilidade do planeta. Há muito afeto envolvido em toda essa construção e estamos felizes de ver a Educação de Novo Horizonte se tornar mais potente e com novas perspectivas de futuro”, pontua a secretária de Educação, Idenilde Oliveira. Para conhecer os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), integrados e indivisíveis, que buscam o equilíbrio das três dimensões do desenvolvimento sustentável, que são a econômica, a social e a ambiental, basta acessar o site: http://www.agenda2030.com.br/. As informações são de assessoria.

Pular para a barra de ferramentas