Jornal da Chapada

#Brasil: Ciro Gomes diz que sua “tarefa” é derrotar o PT em 2022″ e volta a detonar lideranças petistas

Em entrevista ao Estadão, o ex-ministro disse que tem uma "adversidade intransponível" com o partido.

Poucos dias depois da cantora e compositora Teresa Cristina se emocionar no Roda Viva ao defender uma frente ampla em 2022 que reúna Lula, Guilherme Boulos, Flávio Dino, Marcelo Freixo e Ciro Gomes, veio o primeiro balde de água fria.

Em entrevista ao jornalista Joelmir Tavares, da Folha de S. Paulo, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) disse que sua tarefa para 2022 é derrotar o PT no primeiro turno para disputar o segundo contra o atual presidente Jair Bolsonaro.

“Nesse quadro de hiperfragmentação, quem for contra o Bolsonaro no segundo turno tem tendência de ganhar a eleição. O menos capaz disso é o PT. Por isso, a minha tarefa é necessariamente derrotar o PT no primeiro turno”, declarou o pré-candidato.

O ex-ministro voltou a detonar as lideranças petistas, em especial o ex-presidente Lula. “Converso muito com os petistas. Lá dentro, tem um grupo que acha que o Lula, com sua loucura e caudilhismo, está passando de qualquer limite. Faz as coisas sem consultar ninguém, joga só, é o Pelé”, disse.

Em entrevista ao Estadão, o ex-ministro disse que tem uma “adversidade intransponível” com o partido. Ciro disse que busca alianças com legenda da direita e centro-direita, como DEM e PSD.

A entrevista já gerou reações nas redes sociais. “Ciro deveria lutar para tirar o Bolsonaro do segundo turno, mas não. Qual é a sua missão? Tirar o PT do segundo turno. É o q digo, quem acreditou q a tal “frente ampla” era pra derrotar o Bolsonaro, agora sabe q é só mais um instrumento pra impedir o Lula de se candidatar”, escreveu Rodrigo Cebrian, ex-diretor da Globo e atual diretor e apresentador do programa “Que Mundo é Esse”, da GloboNews. As informações são do site da Revista Fórum.

Pular para a barra de ferramentas