Jornal da Chapada

#Chapada: Professor desenvolve jogo para estimular estudantes no aprendizado de Inglês em Ponto Novo

Segundo Joedson Sena, todo o projeto foi colaborativo, com a participação de outras professoras de língua inglesa que contribuíram com os aspectos pedagógicos do jogo, além de um outro colega fez a programação.

O professor da rede pública, Joedson Sena, desenvolveu junto aos alunos do Colégio Estadual Nelson Maia, na cidade de Ponto Novo na Chapada Norte, um jogo digital, denominado de Tapuya, que faz uma releitura da chegada de colonizadores, que, em terras estrangeiras, precisam aprender a se comunicar. O intuito é estimular e desenvolver a aprendizagem em inglês dos estudantes. O game traz uma realidade distópica para evidenciar o poder do discurso e a importância de ter oportunidade de falar e ser ouvido.

“Acredito muito que os jogos digitais são uma ótima alternativa para a educação, por fazer parte do cotidiano dos estudantes. Há uma ótima receptividade e [os jogos] possuem elementos que contribuem para o engajamento a interação e o interesse pelo conteúdo a ser estudado, o que, consequentemente, tornam a aprendizagem mais prazerosa”, disse o professor.

Segundo o docente, todo o projeto foi colaborativo, com a participação de outras professoras de língua inglesa que contribuíram com os aspectos pedagógicos do jogo, além de um outro colega fez a programação. Até os alunos se envolveram no processo. “Os estudantes atuaram ativamente nos diversos componentes do game: Criação da narrativa e storytelling, definição da mecânica, desenho dos personagens e demais elementos visuais e gravação das vozes dos personagens”, comentou.

O também pesquisador do Programa de Pós-Graduação da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) explicou sobre a motivação para criação do jogo. “Cresci em contato com os jogos digitais, sou apaixonado por esse mundo dos games, inclusive jogo até hoje. Quando comecei a estudar sobre jogos na educação para a realização da minha pesquisa de mestrado me deparei com vários autores que defendiam o potencial dos jogos para a aprendizagem. A ideia de desenvolver um jogo surge a partir do momento em que nós não encontramos um jogo digital para ensino de Língua Inglesa que atendesse as demandas dentro das realidades dos nossos estudantes”, explicou.

O nome do jogo faz referência a nativos indígenas brasileiros que não aceitavam acordos com os colonizadores. Além disso, o jogo tem como enredo a história de Yacó e Bina em homenagem à cidade de Jacobina. Os personagens são dois nativos de um planeta desconhecido que tem a missão de libertar seu povo do domínio de invasores estrangeiros. O que só será possível se o jogador for bom e conseguir coletar joias espalhadas no ambiente a fim de criar sentenças em Língua Inglesa. Cada frase elaborada corretamente funciona como uma chave para desativar armadilhas.

A pandemia de covid-19 impossibilitou que muitos alunos fizessem a etapa de testes e avaliação, mas alguns tiveram essa diversão e conhecimento. “Na avaliação com os estudantes que jogaram Tapuya o feedback foi positivo, ficou perceptível que houve considerável desenvolvimento linguístico e os relatos deles mostram que a compreensão das regras gramaticais se tornou mais natural, mais fácil e divertida”, explicou. A versão demo de Tapuya está disponível para download gratuito e funciona nas plataformas do Windows, Mac e Linux. Jornal da Chapada com informações de Bahia Notícias.

Pular para a barra de ferramentas