Jornal da Chapada

#Chapada: Capim Grosso registra falta de estoque de vacina BCG para recém-nascidos

Para a vacinação, é necessária a presença do responsável ou assinatura do termo de autorização | FOTO: Divulgação/PMCG |

O município de Capim Grosso, na Chapada Norte, registrou falta da vacina BCG para os recém-nascidos na última terça-feira (30). A vacina faz parte do calendário vacinal infantil e está na lista de nove imunizantes que protegem os recém-nascidos de diferentes doenças, como a tuberculose.

Segundo a secretária municipal de saúde, Leide Rios, o município chapadeiro não recebeu informe oficial sobre o desabastecimento e não há previsão de envio por parte da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) ou pelo Ministério de Saúde.

Além de Capim Grosso, os municípios de Luís Eduardo Magalhães e Barreiras, no Oeste, também estão com a falta da vacina, no qual as últimas doses venceram no dia 30 de outubro, conforme a Diretora Regional de Imunização. No entanto, especialistas reforçam que o imunizante deve ser aplicado após o nascimento do bebê com o prazo de, no máximo um ano de idade.

Nos municípios do Oeste, a Secretária de Saúde da Bahia (Sesab) afirmou que o atraso provocou o desabastecimento e faz “reiteradas solicitações ao órgão federal, para que sejam encaminhadas novas remessas”. O Ministério da Saúde confirmou a fata das vacinas e garantiu que está organizando o envio de novos lotes. Jornal da Chapada com informações de G1 Bahia.

Pular para a barra de ferramentas