Jornal da Chapada

#Polêmica: Perito diz que jogador Rafael Ramos, do Corinthians, cometeu racismo contra Edenilson, do Inter

Rafael Ramos, do Cortinthians, e Edenilson, do Inter | FOTO: Reprodução de Vídeo |

Em entrevista à rádio Gaúcha nesta segunda-feira (16) o perito judicial Roberto Meza Niella, especialista em leitura labial e diretor de consultoria pericial, afirmou que após análise das imagens do jogo do sábado (14) conclui que o lateral do Corinthians, Rafael Ramos, cometeu racismo contra o volante Edenílson, do Inter.

“Eles estão de frente para a câmera e é possível ler o posicionamento dos lábios do Ramos. Podemos identificar de forma tênue a frase que todo mundo está dizendo, que é a palavra ‘macaco’. E vem na sequência um palavrão que não fica muito claro na definição dos lábios dele. Temos que tomar esse cuidado, mas me parece que é ‘do caralho’. A frase completa seria ‘macaco do caralho'”, disse Niella.

As imagens foram enviadas para o Instituto Geral de Perícias (IGP) pela delegada Ana Luiza Caruso, da 2ª DP de Porto Alegre, que é responsável pelo caso.

O suposto ataque racista foi proferido aos 30 minutos do segundo tempo da partida, que terminou em 2 a 2. Rafael Ramos foi preso em flagrante por injúria racial, mas liberado após pagamento de fiança de R$ 10 mil. O lateral reiterou em entrevista que não cometeu o crime e disse que foi mal entendido.

Veja a nota oficial do Inter

“Mais uma vez, um lamentável caso de racismo é registrado no futebol nacional. Desta vez, em nossa casa, contra um jogador do Internacional. Na partida deste sábado (14/05), pelo Campeonato Brasileiro, Edenilson relata ter sofrido injúria racial por parte de Rafael Ramos, atleta do Corinthians.

É inadmissível que ainda ocorram fatos desse tipo em 2022, não há espaço para o racismo em nossa sociedade. O Clube do Povo reitera que repudia todo e qualquer ato de preconceito e apoia o seu atleta”.

Veja a nota oficial do Corinthians:

“O Corinthians reafirma que, coerente com seus 111 anos de história, repudia e não compactua com o racismo.

O atleta Rafael Ramos foi ouvido pelo clube e deu versão diferente do incidente no Beira-Rio, durante a partida contra o Internacional pelo Brasileirão 2022. Logo depois, seguro de que não proferiu injúria racial, fez questão de se explicar a Edenilson, no vestiário do Internacional.

Em decorrência da denúncia feita pelo atleta colorado, a lei obriga que se trate o caso como flagrante, seguido de detenção. O pagamento de fiança não implica admissão de culpa, permitindo ao atleta que se defenda em liberdade no inquérito.

Clube e atleta continuarão a colaborar com as autoridades, certos de que tudo será esclarecido o mais rapidamente possível.”

Veja abaixo o momento do suposto ataque racista. Com informações da Revista Fórum.

Pular para a barra de ferramentas