Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Brasil: Morre cinegrafista da Band atingido por explosivo em protesto no Rio de Janeiro

polícia
Um primeiro rojão, semelhante ao que explodiu junto ao cinegrafista, havia sido lançado dentro do prédio da Central do Brasil, onde ocorria a manifestação | FOTO: Reprodução/Jornal O Tempo |

O cinegrafista Santiago Ilídio Andrade, de 49 anos, da TV Bandeirantes, que foi atingido por um rojão num protesto no Rio de Janeiro na última quinta-feira (6), sofreu morte cerebral na manhã desta segunda-feira (10). As informações são da Secretaria Municipal de Saúde. Enquanto registrava o confronto entre manifestantes e policiais durante protesto contra o aumento do preço do ônibus, no Centro da cidade, ele foi atingido na cabeça por um artefato explosivo. Andrade sofreu afundamento do crânio e foi submetido a uma cirurgia após ser levado para o Hospital Souza Aguiar. Desde então, estava em coma induzido.

A explosão foi registrada fotógrafos, cinegrafistas e câmeras de vigilância instaladas no Centro do Rio. Após a divulgação das imagens, o tatuador Fábio Raposo se apresentou na 17ª DP (São Cristovão) no sábado (8) e confirmou à polícia ter passado o rojão ao homem que acendeu o artefato que atingiu o cinegrafista. O rapaz disse, em depoimento, não conhecer o suspeito de lançar o rojão em meio à manifestação. No domingo (9), após ter o mandado de prisão expedido pela Justiça do Rio, Fábio Raposo foi detido em casa e levado para a cadeia pública de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. A polícia pedirá que seja feito um retrato-falado na tentativa de identificar e localizar o responsável.

Carreira
Experiente, Santiago trabalhava havia 10 anos na Band, onde participou de diversas reportagens sobre as dificuldades enfrentadas pelos usuários de transporte público na cidade. A cobertura jornalística do tema – que motivou o início dos protestos no Rio em 2013, após o anúncio do reajuste da tarifa de ônibus – lhe rendeu dois prêmios jornalísticos de Mobilidade Urbana, em 2010 e 2012, ao lado do repórter Alexandre Tortoriello. Desde 2013, ele registrou para a TV Bandeirantes diversas manifestações na cidade e estava escalado para participar da cobertura jornalística da Copa do Mundo este ano. Santiago Ilídio Andrade era casado e deixa uma filha e três enteados. Com informações do Jornal O Tempo.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios